Home Top Ad

Rita Lee fala sobre a liberdade de viver sem amarras sociais no "Saia Justa" desta quarta

Share:

Reprodução Veja
No "Saia Justa" de hoje (16), Astrid Fontenelle e suas companheiras de sofá Mônica Martelli, Gaby Amarantos e Pitty recebem virtualmente a cantora Rita Lee. Ela, que melhor personifica o desafio às regras impostas ao comportamento das mulheres, fala sobre a importância de revelar-se e viver sem ter vergonha de ser quem se é. O programa vai ao ar às 22h30. Antes, às 22h10, Astrid assume o Instagram do GNT para interagir com o Público.

Abrindo o bate papo com Rita, as apresentadoras debatem sobre como o sentimento de vergonha é frequentemente usado para controlar as mulheres, que devem, supostamente, ter pudores ao exibir o corpo, dar risada alta ou fazer suas próprias escolhas e viver sua vida profissional, afetiva e sexual como bem entendem. Juntas, elas refletem os impactos que isso pode trazer e de que forma podem se libertar dessas amarras sociais.

Ainda no programa, as "Saias" questionam o poder de escuta do outro e de si mesmas em um diálogo. Em tempos de pandemia, mais do que nunca é hora de aprender a ouvir e a falar melhor o que estamos vivendo e sentindo. Elas também conversam sobre ir além das palavras e do que está sendo dito, prestando atenção no comportamento e nas publicações em redes sociais de quem está ao seu redor. No mês da conscientização e prevenção ao suicídio, Setembro Amarelo, o programa faz um alerta sobre a importância da escuta sincera. Um momento de empatia e honestidade pode fazer toda a diferença.

Para encerrar, o público assiste a um teaser do documentário "Amarelo Prisma", do Emicida, que será exibido pelo GNT, em duas partes, no dia 17 e no dia 24 de setembro, às 22h.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.