Home Top Ad

''Não estamos sendo educados para a tolerância'', diz Clóvis de Barros Filho à CNN Brasil

Share:

Reprodução

Na noite da próxima sexta-feira, dia 23, às 23h15, o programa ''CNN Nosso Mundo'' recebe Clóvis de Barros Filho, doutor em ciências da comunicação pela USP e mestre em ciência política pela Universidade Paris-Sorbonne, com mais de 30 anos de vida acadêmica, mais de 15 livros publicados - entre elas o best-seller "A vida que vale a pena ser vivida" -, jornalista e um dos palestrantes mais requisitados do país.

Apresentado por Luciana Barreto e com a participação de Lia Bock, Thais Herédia e Elisa Veeck, a atração da CNN analisa o tema:  “Determinação e otimismo:  os caminhos que levam ao sucesso e ao fracasso”.

Estudo feito ao longo de três décadas pelas universidades de Havard e de Boston, nos EUA, analisou o grau de otimismo em cerca de 71 mil pessoas. O resultado é impressionante: os mais otimistas tiveram de 11 a 15% mais tempo de vida e as chances de chegarem aos 85 anos podem ser até 70% maior do que as dos pessimistas.

Clóvis de Barros Filho analisa a pesquisa americana, fala sobre os efeitos do pensamento positivo na saúde e da importância de uma convivência sadia. "Não temos professores que nos ensinem a convivência e não estamos sendo educados para a tolerância”, destaca.

Com aulas e palestras sobre ética ministradas para milhões de pessoas em todos os estados do país, e também no Uruguai, na França, no México, na Argentina, na Espanha, em Portugal, entre outros, o professor Clóvis de Barros Filho também falou sobre a solidariedade na humanidade. "A resiliência é turbinada pelo amor ao outro e a solidariedade ocorre pela cumplicidade de interesses", disse. "É preciso lutar pelo outro, apenas pelo outro", completou.

O ''CNN Nosso Mundo'' vai ao ar nesta sexta-feira, dia 16, às 23h15, na CNN Brasil.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.