Home Top Ad

TV Brasil apresenta clássicos do samba neste sábado

Share:

Divulgação TV Brasil

Em ritmo de samba, a TV Brasil anima a noite deste sábado (5) com repertório de sucessos do gênero a partir das 22h30. A faixa de shows abre com os clássicos do saudoso bamba João Nogueira. A sessão ainda traz performances de astros como o talentoso Arlindinho, filho do experiente Arlindo Cruz, o veterano Noca da Portela e o grupo Galocantô.

Essas três apresentações ocorreram no histórico estúdio 3 da emissora pública, na Lapa, no Rio de Janeiro, para o programa Todas as Bossas. O lendário espaço do canal já recebeu algumas das principais personalidades da música nacional desde os tempos da TV Educativa do Rio de Janeiro.

Na sequência, a TV Brasil leva ao ar três shows gravados com exclusividade no Espaço Cultural BNDES. Os espetáculos feitos para o programa Cena Musical levaram ao palco os artistas Roberto Seresteiro e Roberto Luna, Roberto Carvalho e Consuelo de Paula.

Elegância de João Nogueira

Às 22h30, a TV Brasil exibe a última apresentação do sambista João Nogueira registrada na íntegra por uma emissora de televisão brasileira antes de sua morte no ano de 2000. O espetáculo "Clássicos do Samba" foi gravado pela TVE/RJ em 1999, no Teatro Municipal de Niterói.

No palco, o bamba canta sucessos como "Espelho", "Súplica", "Poder da Criação", "Forças da Natureza", "Nó na Madeira" e "Além do Espelho". Pai do também sambista Diogo Nogueira, o saudoso artista emociona o público com sua performance que está série Grandes Musicais.

O especial combina o show de João Nogueira com depoimentos do músico. Ele explica o que considera um bom samba e destaca a internacionalização do gênero. Ainda elenca os principais parceiros musicais e analisa o significado do palco em sua vida.

Arlindinho canta sucessos e obras autorais 

Filho do ilustre sambista Arlindo Cruz, o cantor Arlindinho encanta o público ao executar obras autorais e releitura de sucessos do gênero às 23h30. O repertório resgata clássicos eternizados na voz de mestres como seu pai, Zeca Pagodinho e Reinaldo, o Príncipe do Pagode.

Arlindinho entoa hits como "Vem pra ser meu refrão", "Se não der, não deu", "Brincadeira tem hora", "Sorriso negro", "Quando a gira girou", "Tá a fim de sambar" e "Hoje eu vou pagodear". O bamba da nova geração mostra a expertise para seguir a linhagem nobre do samba e pagode.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.