Home Top Ad

TV Brasil estreia seriado documental Vida Selvagem na África nesta segunda

Share:

Divulgação TV Brasil

A produção documental Vida Selvagem na África estreia na TV Brasil nesta segunda (12), às 20h40. Após a exibição na telinha, cada edição da obra fica disponível por uma semana no aplicativo TV Brasil Play. O primeiro programa percorre o Vale do rio Luangwa, na Zâmbia.

Em cinco episódios de 52 minutos, a série internacional explora as paisagens suntuosas da África para mostrar o que há de mais fantástico na vida selvagem. A cada semama o programa revela ação e drama da fauna em cenários preservados de beleza deslumbrante que se combinam ao poder bruto da natureza.

A atração inédita destaca as últimas regiões selvagens e majestosas do continente. As aventuras mostradas nos documentários proporcionam uma viagem visual única e incomparável que oferece uma perspectiva sobre maravilhas inexploradas.

A série viaja por três das áreas primitivas mais intocadas do continente em que vivem criaturas fascinantes: o Deserto da Namíbia, repleto de habitantes bizarros; a região do rio Luangwa, espaço de intempéries e verde abundante; e o Delta do Okavango, oásis de vida pleno do deserto Kalahari.

Os horizontes incríveis inspiram o telespectador a admirar os encantos naturais icônicos e os espetáculos de vida selvagem em terras com épicas batalhas pela sobrevivência. Nesse ambiente tipicamente selvagem, a performance de várias espécies da animais pela vida arrebata o público em casa.

A série documental Vida Selvagem na África tem horário alternativo na programação da TV Brasil. A produção estrangeira pode ser acompanhada na madrugada de segunda para terça-feira, à 0h30. Após exibição na telinha, cada documentário fica acessível gratuitamente durante uma semana no aplicativo TV Brasil Play, disponível nas versões Android e iOS, e no site http://play.ebc.com.br.

Vale do rio Luangwa: terra de extremos

O programa de estreia na TV Brasil da série documental Vida Selvagem na África visita o impiedoso Vale do rio Luangwa, na Zâmbia. Considerada uma terra de extremos, essa vasta e vibrante planície tem uma das maiores concentrações de caça do continente ao longo de seu curso.

Conforme o poderoso rio atravessa a paisagem, ele alimenta os seres com sua vitalidade por meio de 15 mil quilômetros quadrados de pastagens e florestas. A grandeza incomparável do vale é verdadeiramente revelada na drástica dicotomia que acompanha a mudança das estações.

A cada ano, um paraíso cintilante de copas esmeraldas é forçado a se submeter e transformado em extensões de areia queimada, nua e seca. Para os animais do vale, esta temporada aparentemente infinita de desespero é uma tragédia de angústia e conflito ocorridos nesse longo estágio.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.