Home Top Ad

TV Brasil exibe entrevista exclusiva de Ruth de Souza neste sábado

Share:

Divulgação 

Para celebrar a Semana da Consciência Negra, a TV Brasil resgata entrevista histórica e exclusiva da atriz Ruth de Souza neste sábado (21), às 20h40. A homenagem vai ao ar no programa Recordar é TV.

O especial traça um panorama sobre a vida e a obra dessa dama da dramaturgia nacional. A produção registra um papo de Ruth de Souza com o jornalista Araken Távora, em 1977, no programa "Os Mágicos", da antiga TVE do Rio de Janeiro.

A emissora pública mostra esse raro conteúdo histórico preservado no acervo com a célebre participação da artista. Além da exibição na telinha, o conteúdo também pode ser acompanhado no aplicativo TV Brasil Play.

Pioneirismo na dramaturgia

Na conversa, Ruth de Souza destaca a estreia no Theatro Municipal do Rio e a repercussão do filme "Sinhá Moça" (1953), atuações que demonstram o pioneirismo da atriz. Ela ainda aborda a infância, comenta a trajetória artística, fala do encontro com Abdias do Nascimento e reflete sobre o Teatro Experimental do Negro.

Considerada uma das grandes personalidades do teatro, cinema e televisão, a artista faleceu em 28 de julho de 2019, aos 98 anos, no Rio de Janeiro. Ruth de Souza tinha mais de sete décadas de carreira, com inúmeros personagens marcantes nos palcos, sétima arte e telinha.

Com quase 40 produções para tevê, entre novelas, séries e participações especiais, Ruth de Souza atuou em mais de 30 filmes e cerca de 20 peças. Referência para várias gerações de atores, a saudosa homenageada desempenhou papel importante como pioneira nas artes cênicas. Ruth de Souza foi a primeira atriz negra a protagonizar uma telenovela

Papo sobre histórias da carreira

Durante a conversa com o jornalista Araken Távora, a atriz Ruth de Souza recorda passagens marcantes de sua trajetória artística. Ela lembra de sua estreia no Theatro Municipal do Rio de Janeiro com pouco mais de 20 anos nos anos 1940.

Também explica o sucesso do filme "Sinhá Moça" (1953) no Festival de Veneza no ano seguinte quando foi indicada ao Leão de Ouro. "Eu gosto de trabalhar. Então sempre me apaixono pelos personagens. Acho que Sinhá Moça é meu cartão de visitas", disse.

No decorrer da conversa, Ruth de Souza evoca sua luta afirmativa enquanto artista, mulher e negra. O programa ainda conta com os depoimentos de astros que trabalharam com ela como o ator, escritor e sambista Haroldo Costa e o saudoso cineasta Roberto Farias.

Produções históricas que marcaram época

A homenageada foi a primeira atriz negra a se apresentar no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em 1945, quando Ruth de Souza atuou na peça "O Imperador Jones", de Eugene O’Neil.

A artista também foi a primeira brasileira indicada a um prêmio internacional de cinema no Festival de Veneza, em 1954. Ruth de Souza concorreu ao reconhecimento pela interpretação da personagem Balbina, no drama "Sinhá Moça", longa dirigido por Tom Payne.

Ruth de Souza ainda fez história na televisão, veículo em que também foi uma das pioneiras. A atriz passou por diversos canais como TV Tupi, Record, TV Excelsior e Globo. Ela foi a primeira artista negra a protagonizar uma novela. Na trama de "A Cabana do Pai Tomás" (1969), ela viveu a personagem Tia Cloé.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.