Lifetime premia cinco mulheres protagonistas na América Latina "LATIN AMERICA LIFETIME AWARDS"

Divulgação

O Lifetime realizou a primeira entrega do Latin America Lifetime Awards (LALA 2021), prêmio criado em homenagem às mulheres que com seu trabalho e testemunho exaltam os valores da mulher na sociedade, e que é dedicado àquelas que quebram paradigmas, servem de inspiração para seus pares e representam os desafios, as lutas e conquistas das mulheres latino-americanas no mundo.

No Mês da Mulher, o Lifetime decidiu criar esse reconhecimento para celebrar e distinguir mulheres inspiradoras na América Latina. É uma maneira de homenagear a mulher de hoje, amanhã e sempre, que cria sua história todos os dias e que, com seu exemplo, inspira muitas mulheres a se superarem a cada dia, a buscarem uma nova perspectiva na sociedade e trabalharem para alcançá-la, tornando-se agentes de mudança. Mulheres reais que transformam vidas e reescrevem a história da mulher de hoje.

Em sua primeira edição, as mulheres latino-americanas homenageadas pelo Latin America Lifetime Award foram: Valeria Mazza,  representando a Argentina, Daniella Álvarez pela Colômbia, Ana Baquedano pelo México, Cibele Racy pelo Brasil, e Pilar Sordo pelo Chile .

“O Latin America Lifetime Awards representa o reconhecimento por parte do Lifetime das mulheres que, com seu trabalho e testemunho, exaltam os valores das mulheres de hoje. Elas servem de inspiração e representam os desafios e lutas das mulheres latino-americanas em todo o mundo. Reconhecemos em Valeria Mazza o que é sair do glamoroso mundo das passarelas para se dedicar às causas sociais em prol dos mais indefesos; no caso de Cibele Racy, como é difícil lutar contra a discriminação e o racismo a ponto de ser uma luta pessoal que hoje dá seus primeiros frutos; com Pilar Sordo, que a força das palavras e das relações interpessoais lançam as bases para mudar o conflito e encontrar a paz na nossa sociedade; com Ana Baquedano destacamos como é passar de vítima de cyberbullying e converter-se em uma ativista e, finalmente, vamos reconhecer com Daniella Alvarez que, quando uma circunstância inesperada muda sua vida, isso pode se tornar um final trágico ou uma oportunidade extraordinária de renascer e encontrar a motivação e inspiração para ajudar os outros e ser seu maior exemplo a cada dia" disse Eddy Ruiz, Presidente e Gerente Geral do A + E Networks Latin America.

Painéis laterais

“Temos muito orgulho de poder dar esta prestigiosa distinção a estas cinco mulheres marcantes que continuam a quebrar paradigmas e a reescrever a história como protagonistas, que fazem a diferença a cada dia com o seu exemplo e a sua inspiração permanente para as novas gerações. É com grande satisfação que reconhecemos por meio delas todas as mulheres da América Latina”, explica Carmen Larios, vice-presidente sênior de Conteúdo do Lifetime Latin America. E acrescenta: “No Lifetime, como plataforma, temos o compromisso de dar voz às mulheres. Procuramos abrir mais portas para que em todos os lugares haja mais participação feminina e mais equidade. Isso se reflete em nosso compromisso permanente com as mulheres com campanhas em que buscamos a igualdade de gênero em todas as áreas. Hoje, o Lifetime tem 82% dos roteiristas mulheres, 78% de diretoras e 67% das produtoras. Estamos muito orgulhosos das conquistas alcançadas até o momento. No A+E Networks, estamos muito comprometidos e apaixonados por usar nossas marcas, recursos e plataformas com um propósito claro. Este é o trabalho de todos; homens e mulheres devem continuar neste caminho”.

O Lifetime é uma marca multiplataforma que inclui um canal de TV dedicado exclusivamente à mulher, que desenvolve séries e filmes, com conteúdos sob a perspectiva feminina, e que lidera a maior participação feminina à frente e atrás das câmaras, alcançando mais de 56 milhões de famílias na América Latina. Além de ser um canal de entretenimento, o Lifetime é uma marca com forte compromisso social, criadora e geradora de campanhas premiadas e uma programação comprometida com a busca pela conscientização em diferentes temas e áreas relacionadas ao gênero.

Palavras de Cibele Racy

“Este prêmio diz muitas coisas e eu queria compartilhá-lo com todas as mulheres que me ajudaram a chegar aqui, e com essas lindas mulheres que também o receberam. O Lifetime reconhece que a educação deve ser uma prioridade em todo o mundo, inclusive na América Latina. Enquanto a educação não for uma prioridade, o mundo não vai melhorar. As pessoas do mundo não serão capazes de melhorar. Não vamos acabar com o racismo estrutural que estabelece relações de inferioridade e superioridade entre os seres humanos.

Esta é uma mensagem para o mundo através deste prêmio que me é dado, que o investimento é necessário principalmente na educação pública em todos os países. Porque aí poderemos devolver um pouco a dignidade àquelas pessoas que sofrem e sofreram com a exclusão dos seus direitos. “E é por isso que estou aqui hoje.”

Palavras de Valeria Mazza

Quero agradecer ao Lifetime por este prêmio. É uma grande honra. Fiquei muito feliz quando me contaram sobre o prêmio e que tinha sido escolhida. Compartilho com essas quatro mulheres maravilhosas a homenagem a todas as mulheres, pelas causas que defendem, por seu trabalho diário. Um prêmio é uma carícia para a alma, um reconhecimento de algo bem feito. Quero compartilhar com todas as mulheres que, do lugar que ocupam, silenciosamente inspiram a seguir em frente, a lutar para deixar para trás a discriminação, a desigualdade e buscar cada vez mais a equidade entre os seres humanos.

Sobre o compromisso com as causas sociais, Valéria comentou “A parte menos conhecida de mim é o meu trabalho em diferentes causas sociais. Quando criança sonhava em ser professora, trabalhar com pessoas com deficiência. Aos 13 anos, participei como voluntário na competição Olimpíadas Especiais e a partir daí mudei completamente minha visão do mundo. Tive certeza que era isso que queria fazer. Então a vida me deu outra surpresa e me levou por outros caminhos que são os que as pessoas mais conhecem. Mas sempre fui capaz de combinar esses dois mundos. Pude usar a voz que a mídia e o lugar que tive na moda me deram para poder amplificar as mensagens das pessoas que precisavam. Quanto às causas, junto-me às que têm a ver com infância, educação, saúde e deficiência.

Desde que comecei a fazer voluntariado nas Olimpíadas, aos 13 anos, continuo trabalhando aqui na Argentina e em outros países. Estou fazendo um workshop de moda para adolescentes, não muito longe de casa, em um bairro humilde e estou em contato com garotas de 13, 14 anos, que tudo que tem a ver com moda é desculpa para fazê-las enfrentar seu próprio espelho, para amarem-se, respeitarem-se e assim também se fazerem respeitar. Tenho colaborado com o UNICEF e viajado pela África com campanhas de vacinação. Isso foi algo extraordinário. Você não consegue imaginar o que é ver o outro, a dificuldade do outro, a necessidade do outro e tentar acompanhar, ouvir, ser. “É sempre importante ver e reconhecer o outro.”

Palavras de Ana Baquedano

É maravilhoso que o Lifetime reconheça esse ativismo como relevante e eu adoro estar com mais mulheres estimulantes e inspiradoras. Eu me sinto fabulosa. Existem muitas mulheres na luta, fazendo coisas incríveis por suas comunidades. Este prêmio significa que você está acompanhada. Quero agradecer de alma o reconhecimento, o espaço, a visibilidade. É uma honra estar aqui.

O passo importante para converter-se de vítima em ativista e ser capaz de fazer algo para ajudar outras meninas ou mulheres que estão passando por essa situação foi assumir minha história. Quando você passa por uma situação como a que eu vivi, as pessoas contam sua história, porque ela passa a ser de domínio público, o conteúdo se torna viral e todo mundo tem uma versão de você, dos fatos. Antes eu me sentia desconfortável, desamparada, confusa e tinha muito medo de que alguém viesse novamente para me fazer sentir assim. Um dia entendi que, se contava a minha história, quanto mais contava, menos me assustava. Contar minha história com responsabilidade e fazer algo que pudesse ajudar outras pessoas, isso construiu o ativismo. Aos 23 anos não acreditava e não percebia a dimensão que isso representava: ter escrito uma lei, que foi aprovada por unanimidade. Isso foi maravilhoso. Mas, o mais maravilhoso é a resposta social. As pessoas entendem o lado daqueles que têm que apoiar, e as vítimas são mulheres. Esse é o maior presente, como sociedade estamos avançando. E sabendo que não estou sozinha na luta, que tem muita gente atrás querendo entrar.

Palavras Daniella Alvarez

“Este reconhecimento faz com que eu volte a perceber minha resiliência, palavra muito bonita que aprendi ao longo deste processo, onde compreendi que não era uma vítima, mas sim uma sobrevivente. Reconhece a força, a vontade de viver de uma mulher que realmente teve uma perda muito grande. Muito obrigado por esse reconhecimento que me toca o coração e a alma.”

Palavras Pilar Sordo

“Agradeço a Deus, aos meus pais, à minha mãe, à minha equipe de trabalho, a cada uma das pessoas que me acompanham na investigação, no trabalho e no estudo, porque sem todos esta criação não seria possível… quase 30 anos. Eu me sinto muito orgulhosa e honrada de estar ao lado de tantas mulheres talentosas, bendigo o prêmio que recebo e espero que me incentive a continuar trabalhando”.

Sobre as mulheres premiadas

Cybele Racy - É brasileira, formada em Pedagogia, com especialização em Administração Escolar e Educação Especial. Em 2020, foi escolhida pela BBC como uma das 100 mulheres mais inspiradoras do mundo. Inovou e elevou a qualidade da educação pública na promoção dos direitos humanos, igualdade racial e de gênero. Além disso, continua lutando para garantir uma escola feita para e por crianças.

Valeria Mazza - É Argentina e uma das supermodelos mais proeminentes do mundo. Ao longo de sua carreira, desfilou pelas mais importantes marcas internacionais e apareceu em mais de 500 capas. Mulher de negócios, empreendedora e apresentadora de TV, é uma mulher solidária reconhecida por seu apoio em causas sociais, suas atividades humanitárias e filantrópicas, pelas quais foi premiada internacionalmente. Colaborou ativamente com o UNICEF em campanhas de vacinação na África. É embaixadora das Olimpíadas Especiais e madrinha do Hospital Universitário Austral em Buenos Aires.

 Daniella Alvarez - Uma colombiana de alma caribenha, ex-Miss Colômbia, modelo e apresentadora de televisão. Em 2020, sofreu a amputação da perna esquerda, após a complicação de uma cirurgia na região abdominal. Hoje, é uma das personagens mais admiradas em seu país, por ser uma mulher resiliente, de espírito forte, de atitude positiva, vencedora das adversidades. Daniella é Embaixadora da Boa Vontade do UNICEF. E nos dá uma grande lição: nada é impossível.

Pilar Sordo - É psicóloga, colunista, conferencista e escritora chilena. Autora de uma dezena de obras literárias, muitas delas best-sellers. É uma das psicólogas mais reconhecidas e prestigiosas do mundo, eleita entre as 100 principais mulheres do Chile durante quatro anos. Além disso, Pilar é diretora da Fundación Cáncer Vida no Chile, uma organização voltada para pacientes e seus familiares relacionados ao câncer de pulmão e pâncreas.

Ana Baquedano - É uma jovem mexicana que aos 16 anos foi vítima de pornografia de vingança (revenge porn) de seu namorado. Depois de ter sofrido cyberbullying, assédio e perseguição nas redes sociais, ela se tornou uma ativista e defensora de suas vítimas: promoveu uma forte campanha que impulsionou em 2019 a lei contra o Cyberbullying em seu país, que agora é um crime com pena de prisão no México, e colaborou com o Secretariado Juvenil de Yucatan. Aos 23 anos, por essa conquista jurídica e social, foi reconhecida com o Prêmio Estatal da Juventude 2018 e foi distinguida pela BBC com o Inspiration Awards em 2020. Ana também é considerada uma ativista ativa, pelo seu trabalho de alerta a mulheres sobre o assédio sexual e a perseguição na web.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem