Além do ENEM: realidades de estudantes do Ensino Médio compõem filme de João Jardim

Divulgação

Após 15 anos do filme “Pro Dia Nascer Feliz”, o cineasta João Jardim volta ao tema da educação em ''Atravessa a Vida'', que tem coprodução do canal Curta!. Com o objetivo de retratar o universo escolar de adolescentes que estão prestando o ENEM, o diretor acompanhou alunos da Escola Estadual Doutor Milton Dortas, localizada na cidade sergipana de Simão Dias, a 100 km de Aracaju. A escola é conhecida por ser um centro de excelência, com aulas em tempo integral para o Ensino Médio.

Os jovens moradores da cidade, que conta com apenas 40 mil habitantes, revelam seus sonhos e seus medos, angústias e prazeres, enquanto se dedicam a agarrar a grande oportunidade de prosseguir com seus estudos em uma universidade pública. Além dos temas relacionados ao vestibular, os adolescentes também fazem reflexões sobre o passado e o futuro do país, além de opinarem sobre assuntos que estão nos debates contemporâneos, como depressão, pena de morte e aborto.

Jardim, que conta com grandes produções no currículo — como o documentário indicado ao Oscar “Lixo Extraordinário” e a ficção “Getúlio” —, capta a delicadeza e a turbulência de um momento em que adolescentes estão diante de uma prova que pode determinar o restante de suas vidas, ao mesmo tempo em que desabrocham para a vida adulta. A produção é da Copacabana Filmes e da Fogo Azul Filmes, com coprodução do canal Curta! e da Globo Filmes. A estreia é na Quinta do Pensamento, 29 de abril, às 22h25.

Documentário conta a história do Greenpeace, que completa 50 anos de ativismo ambiental

O Greenpeace — que completa 50 anos de existência em 2021 — é uma das organizações ambientais mais respeitadas do mundo, mas nem sempre foi assim. Dirigido por Thierry de Lestrade, o longa “A História do Greenpeace” narra essa trajetória através das vozes dos ativistas que fizeram parte dela e de um rico acervo de imagens.

No início, o Greenpeace se resumia a um pequeno grupo de hippies canadenses liderados pelo ativista Bob Hunter, que tinha o objetivo de lutar pela paz e pela causa ambiental. Com o passar dos anos, o Greenpeace foi se tornando propulsor de uma nova mentalidade em prol da preservação do meio ambiente. O documentário mostra como o grupo conseguiu se tornar influente, ao envolver a imprensa na documentação de suas expedições para confrontar caçadores de baleias e criminosos ambientais. Hoje, a organização conta com escritórios em 55 países e milhões de membros espalhados pelo mundo, e encara o desafio de disseminar suas campanhas através das redes sociais. A exibição é na Sexta da Sociedade, 30 de abril, às 23h.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 26/04

22h15 – "O Barato de Iacanga'' (Documentário)

O documentário musical mostra os bastidores do Festival de Águas Claras, o mais lendário festival alternativo dedicado à música brasileira. A narrativa é construída a partir de Leivinha, idealizador do evento. Na época com 20 anos, ele organizou as quatro edições do festival (1975, 1981, 1983 e 1984) transformando a fazenda de seus pais no principal destino hippie daquele período. Direção: Thiago Mattar. Duração: 94 min. Classificação: 10 anos. Horários alternativos: 27 de abril, terça-feira, às 02h15 e às 16h15; 28 de abril, quarta-feira, às 10h15; 01 de maio, sábado, às 13h45; 02 de maio, domingo, à 20h40.

Terça das Artes (Visuais, Cênicas, Arquitetura e Design) - 27/04

21h30 – ''Onde Nascem As Ideias'' (Série) – Ep. ''Sônia Gomes''

O episódio acompanha a montagem da obra “Maria dos Anjos”, da artista plástica mineira Sônia Gomes, para sua primeira exposição individual no MAC (Museu de Arte Contemporânea) de Niterói. Direção: Carolina Sá. Duração: 43 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 28 de abril, quarta-feira, às 01h30 e às 15h30; 29 de abril, quinta-feira, às 09h30; 01 de maio, sábado, às 19h10; 02 de maio, domingo, às 10h15.

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 28/04

20h30 – ''Açúcar'' (Ficção)

Bethânia retorna a suas terras, onde um dia funcionou um antigo engenho de açúcar da sua família, o Engenho Wanderley. Entre fotos, criaturas fantásticas, contas a pagar e trabalhadores reivindicando seus direitos sobre a terra, Bethânia enfrenta a si mesma em um lugar onde o passado e o futuro são igualmente ameaçadores. “Açúcar” é ambientado num universo de realismo mágico, que cruza a história pessoal de Bethânia com a formação da identidade de um país ao mesmo tempo moderno e arcaico. Eleito o melhor filme da mostra competitiva do Cine Fest RN de 2018.   Diretores: Renata Pinheiro e Sergio Oliveira. Duração: 88 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: Quinta-feira, 29 de abril, às 14h30 e às 14h30; sexta-feira, 30 de abril, 08h30; domingo, 02 de maio, às 19h.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 29/04

22h25 – ''Atravessa a Vida'' (Documentário)

Uma viagem ao interior do Sergipe, em que o espectador acompanha uma turma do 3º ano do ensino público nos meses que antecedem a tão esperada prova do ENEM. Enquanto são pressionados para alcançar a nota desejada nesse dia que pode determinar o resto de suas vidas, os alunos da pequena Escola Estadual Doutor Milton Dortas desabrocham e debatem temas como depressão, aborto, pena de morte e o legado das ditaduras. O cineasta João Jardim desvenda histórias de vida que representam as dores e os prazeres vividos nesse período turbulento de transformação que é a adolescência. Direção: João Jardim. Duração: 90 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 30 de abril, sexta-feira, à 02h25 e às 16h25; 02 de maio, domingo, às 22h25; 03 de maio, segunda-feira, às 10h25.

Sexta da Sociedade (História Política, Sociologia e Meio Ambiente) – 30/04

23h – ''A História do Greenpeace'' (Documentário)

A criação do Greenpeace é provavelmente a aventura ambiental mais emocionante e heroica do século XX. O Greenpeace não apenas inventou o conceito de ecologia, mas também mudou para sempre as mentalidades das pessoas e a política internacional. Este documentário mostra como o grupo elaborou suas estratégias de mobilização do público para a causa ambiental. Diretor: Thierry de Lestrade. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 01 de maio, sábado, às 03h e às 10h50; 02 de maio, domingo, às 18h; 03 de maio, segunda-feira, às 17h; 04 de maio, terça-feira, 11h.

Sábado – 01/05

22h25 – ''Com a Palavra, Arnaldo Antunes'' (Documentário)

Um documentário autobiográfico sobre o papel que a palavra, a música e a imagem ocupam na obra de Arnaldo Antunes. De sua origem como poeta ao sucesso como cantor e compositor, o artista revisita os momentos mais marcantes de sua carreira. Duração: 80 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 02 de maio, domingo, às 13h40; 03 de maio, segunda-feira, às 01h.

16h45 – ''O Pessoal É Político'' (Documentário)

O documentário “O pessoal é político” retrata a Segunda Onda Feminista no Brasil, com destaque para os anos de 1975 a 1985, período instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) como a Década Internacional da Mulher. No filme, são retratados fatos e acontecimentos como a participação das mulheres em organizações políticas e na luta armada contra o regime militar, a publicação dos primeiros periódicos feministas e o legado que essas mulheres deixaram para os dias atuais. Diretora: Vanessa de Araújo Souza. Duração: 53 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 03 de maio, segunda-feira, às 14h30; 04 de maio, às 8h30.

Anderson Ramos

O Universo da TV é o site perfeito para quem quer ficar por dentro das últimas novidades da TV. Aqui, você encontra notícias sobre TV paga, programação de TV, plataformas de streaming e muito mais. É o único site que oferece uma cobertura completa da TV, para que você nunca perca nada. facebook instagram twitter youtube

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato