Mostra Mazzaropi começa amanhã no Canal Brasil

Divulgação

No mês em que marca quatro décadas da partida do ator e diretor Amácio Mazzaropi, o Canal Brasil preparou uma mostra completa em homenagem ao ícone do cinema cômico brasileiro. Durante todo o mês de junho, serão exibidos 18 títulos estrelados por ele, além de um documentário sobre sua trajetória e da exibição de “Tapete Vermelho” (2005), no qual Matheus Nachtergaele vive um pai em missão para realizar o sonho do filho de assistir a um filme de Mazzaropi. A “Mostra Mazzaropi” tem início terça, dia 01/06 e termina na quarta, dia 30/06. Os filmes vão ao ar de terça a sexta, sempre na faixa das 7h30.
 
Descendente de italianos e portugueses, Amácio Mazzaropi nasceu em São Paulo, mas ainda pequeno sua família se mudou para o interior do estado, em Taubaté. Passou boa parte da sua infância na casa do avô materno, um português que havia sido violeiro e dançarino de cana-verde e levava os netos para festas locais que animava. Foi assim que Mazzaropi começou a ter contato com o mundo das artes e também com o universo caipira, que mais tarde marcaria sua obra. Quando adolescente, começou a se interessar pelo mundo circense e aos 16 anos fugiu de casa para ser assistente de Fakir. Fenômeno do humor e protagonista de filmes que levaram milhares de espectadores às salas de projeção, ficou marcado principalmente pelo “Jeca Tatu”, emblemático personagem baseado na obra literária de Monteiro Lobato.

Mostra Mazzaropi 
Quando:  De 01/06 a 30/06
Horário: de terça a sexta, às 7h30
 
A Carrocinha (1955) (98’)
Horário: terça, 01/06, às 7h30
Classificação: Livre
Direção: Agostinho Martins Pereira

Sinopse: Promovido a laçador de cães pelo prefeito de uma cidade do interior, um caipira passa a ser um verdadeiro carrasco dos animais. Porém, não esperava se apaixonar por uma linda mulher, grande defensora dos bichos.

O Noivo da Girafa (1957) (92’)
Horário: quarta, 02/06, às 7h30
Classificação: Livre
Direção: Victor Lima

Sinopse: Aparício Boamorte é um empregado de um zoológico no Rio de Janeiro, onde é muito gozado pelos seus colegas de trabalho e chefe. Por isso, ele se apega a uma girafa, recebendo o apelido de "noivo da girafa". Um dia, a filha do dono da pensão onde Aparício mora fica doente e ele é acusado de ter passado a doença dos animais para a menina e, é obrigado a ir ao médico. Sem dinheiro, ele consulta um veterinário do zoológico que confunde seus exames com um animal doente e lhe dá quinze dias de vida.

Chico Fumaça (1958) (96’)
Horário: quinta, dia 03/06, às 7h30
Classificação: Livre
Direção: Victor Lima

Sinopse: Um matuto leva o apelido de Chico Fumaça por gostar de trens. Por causa de várias dificuldades e pressões que enfrenta na vida, ele decide caminhar pela linha do trem e descobre que a chuva derrubou uma ponte usada para a travessia das composições. Chico consegue parar o trem e evita uma grande tragédia. O político, Doutor Limoeiro, que era um dos passageiros, decide usar o matuto, que é tido como um herói, em sua campanha política.

Chofer de Praça (1958)
Horário: sexta, 04/06, às 7h30
Classificação: Livre
Direção: Milton Amaral

Sinopse: Para ajudar o filho a concluir os estudos de medicina, um homem consegue um emprego de taxista num calhambeque caindo aos pedaços. Apesar do esforço, ele causa vergonha por suas barbeiragens no trânsito.

Jeca Tatu (1959) (95’)
Horário: terça, dia 08/06, às 7h30
Classificação: 12 anos
Direção: Milton Amaral

Sinopse: Jeca Tatu é um caipira preguiçoso e simplório que vive em uma cidade do interior de São Paulo com sua família. Ele briga constantemente com um latifundiário italiano que quer se casar com sua filha.
 
As Aventuras de Pedro Malasartes (1960)
Horário: quarta, dia 09/06, às 7h30
Direção: Amácio Mazzaropi
Classificação: Livre

Sinopse: Pedro Malazartes, ao chegar em sua casa na fazenda, recebe a notícia de que seu pai havia falecido. Caipira humilde e inocente, Pedro é enganado pelos irmãos na partilha da herança. Um deles toma posse de todo o gado e dinheiro, enquanto o outro fica com a fazenda. Sem nada do que reclamar, Pedro deixa a fazenda levando somente um ganso, um tacho velho e umas poucas roupas. Pelo caminho, acaba sendo acompanhado por várias crianças abandonadas.
 
Tristeza do Jeca (1961) (95’)
Horário: quinta, 10/06, às 7h30
Direção: Amácio Mazzaropi e Milton Amaral
Classificação: Livre

Sinopse: Um caipira simples, mas muito popular chamado Jeca, é forçado a se envolver em política quando os líderes da região disputam o cargo de prefeito da cidade. Com a tarefa de fazer campanha para os políticos rivais, Jeca causa muitas confusões.

O Vendedor de Linguiça (1962) (95’)
Horário: sexta, dia 11/06, às 7h30
Direção: Amácio Mazzaropi
Classificação: 12 anos

Sinopse: Um humilde vendedor de linguiças faz de tudo pra conquistar sua freguesia. Ele se envolve em inúmeros incidentes com a família, vizinhos, polícia e cachorros, que adoram roubar sua mercadoria.
 
Mazzaropi (2013) (97’)
Horário: domingo, dia 13/06, às 10h30
Classificação: Livre
Direção: Celso Sabadin

Sinopse: A vida e carreira de um dos maiores campeões de bilheteria do país - o ator, diretor e empresário Amácio Mazzaropi - são contadas através de depoimentos de nomes como Hebe Camargo e Agnaldo Rayol.

Tapete Vermelho (2005) (101’)
Horário: domingo, dia 13/06, às 12h10
Classificação 10 anos
Direção: Celso Sabadin

Sinopse: Quinzinho mora em uma roça distante da cidade grande. Decidido a cumprir uma promessa, ele quer levar seu filho para assistir a um filme do Mazzaropi num cinema, assim como fez seu pai quando era garoto.

Casinha Pequenina (1963) (95’)
Horário: terça, dia 15/06, às 7h30
Direção: Glauco Mirko Laurelli
Classificação: 12 anos

Sinopse: Chico é um colono que tenta proteger os escravos maltratados por seu patrão, Coronel Pedro. Para isso, conta com a ajuda do filho mais velho do escravocrata, defensor de um tratamento mais humano para os trabalhadores.

Meu Japão Brasileiro (1964) (102’)
Horário: quarta, dia 16/06, às 7h30
Direção: Glauco Mirko Laurelli
Classificação: 12 anos

Sinopse: Fofuca é um caipira agricultor que enfrenta a exploração de um empresário em uma comunidade nipo-brasileira. O caipira se junta aos imigrantes japoneses, que fundam uma cooperativa onde lutam por seus direitos.

O Jeca e a Freira (1967)
Horário: quinta, dia 17/06, às 7h30
Direção: Amácio Mazzaropi
Classificação: 12 anos

Sinopse:No século 19, em um lugar do interior do Brasil, um fazendeiro se responsabiliza pela educação da filha de um de seus colonos. Anos depois, a moça retorna do colégio acompanhada de uma freira e o fazendeiro faz de tudo para que ela não reconheça seus pais.

Uma Pistola para Djeca (1969) (90’)
Horário: sexta, dia 18/06, às 7h30
Direção: Ary Fernandes
Classificação: 14 anos

Sinopse: Gumercindo é um homem simples que vê a filha engravidar do filho de seu patrão. Decidido a exigir que seu neto tenha um pai, ele se une a vizinhos para buscar justiça a sua maneira.
 
O Grande Xerife (1972) (95’)
Horário: terça, dia 22/06, às 7h30
Direção: Pio Zamuner
Classificação: 12 anos

Sinopse: Inácio Pororóca trabalha em uma agência de correios de uma cidadezinha. Um dia, envolve-se com uma quadrilha e quando os criminosos matam o delegado, o carteiro é nomeado o novo xerife da região.

Portugal... Minha Saudade (1973) (100’)
Horário: quarta, dia 23/06, às 7h30
Direção: Amácio Mazzaropi
Classificação: Livre 

Sinopse: Os gêmeos Sabino e Agostinho vivem separados um do outro. Sabino mora com o filho casado no Brasil e leva uma vida muito humilde, vendendo frutas nas ruas de São Paulo. Agostinho mora em Lisboa, Portugal. Por causa dos muitos conflitos com a família de seu filho, Sabino é colocado em um asilo. Um dia, seu irmão Agostinho chega, inesperadamente, de Lisboa e fica abismado com o jeito que tratam seu irmão e o leva para Portugal.

Um Caipira em Bariloche (1973) (100’)
Horário: quinta, dia 24/06, às 7h30
Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi
Classificação: 14 anos

Sinopse: Polidoro é um fazendeiro ingênuo. Convencido pela sua filha e genro, ele vende sua fazenda para Agenor, um vigarista e amigo de seu genro. Por meio de uma cilada, Polidoro viaja para Bariloche enquanto sua fazenda é vendida ilicitamente a terceiros. Quando Polidoro retorna de sua viagem, ele desmascara o genro e cria muitas intrigas.

Jeca e Seu Filho Preto (1978) (104’)
Horário: sexta, dia 25/06, às 7h30
Direção: Pio Zamuner
Classificação: 12 anos

Sinopse: Tímido, desajeitado e simplório, Zé é pai de Antenor, um rapaz misteriosamente afrodescendente que se apaixona pela filha de um rico fazendeiro e precisa lutar contra o preconceito.

A Banda das Velhas Virgens (1979) (100’)
Horário: terça, dia 29/06, às 7h30
Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi
Classificação: 12 anos

Sinopse: O caboclo Gostoso é o maestro de uma banda feminina formada somente por mulheres idosas e beatas. Orgulho da pequena cidade, a banda é mantida pelo dízimo recolhido pela igreja. Gostoso e seus filhos deixam as terras onde vivem e acabam indo morar em um depósito de ferro-velho, recomeçando a vida na cidade. Ao vasculhar o lixão, transforma-se no principal suspeito de um roubo após sua mulher encontrar um pequeno saco com joias, tendo, então, que fazer de tudo para provar sua inocência.

O Jeca e a Égua Milagrosa (1980)
Horário: quarta, dia 30/06, às 7h30
Direção: Pio Zamuner
Classificação: Livre

Sinopse: Numa cidade do interior, dois fazendeiros em busca de votos fazem de tudo para conquistar o título de prefeito. Um deles, num ato extremo, diz que sua égua é dotada de fantásticos e milagrosos poderes de cura.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem