Canal Like - Destaques da programação de 8 a 14 de agosto

Divulgação

Entrevistas, dicas, festivais e homenagens marcam a programação do Canal Like (530 da Claro) nesta semana. Filippo Pitanga se une aos apresentadores Maytê Piragibe, Indira Nascimento, Hugo Bonemer e Anne Braune para trazer as melhores recomendações de programação e de cinema.

A semana no Like começa com homenagem mais que especial. O "Memória" traz um passeio pela carreira de Orlando Drummond no domingo, às 10h. Às 15h, a série "Meu Amigo Bussunda" é o destaque do "Séries", com a história do fenômeno do humor brasileiro que dominava as noites de terça-feira na TV.

No "Sessão AIC", às 18h, Filippo Pitanga traz detalhes sobre as adaptações dos livros de Patricia Highsmith para o cinema, com destaque para "Pacto Sinistro", de Albert Hitchcock. Às 20h, Anne Braune conversa com Fernando Grostein Andrade, diretor do longa "Abe", que chegou aos cinemas nesta semana e conta com Noah Schnapp e Seu Jorge no elenco.

Na segunda, às 22h, o "Mostras e Festivais" apresenta um dos eventos mais tradicionais do calendário cinematográfico nacional, o charmoso Festival do Rio. O programa traz informações sobre os filmes selecionados e sobre esta edição do Festival, que será realizada de forma híbrida e gratuita. Na madrugada de segunda para terça, à 0h, no "Momento Monet", Hugo Bonemer conta os destaques da edição de agosto da Revista Monet, com recomendações do que vai rolar de mais legal na televisão neste mês.

MEMÓRIA - ORLANDO DRUMMOND

Poucas pessoas viveram mais de cem anos, menos ainda comemoraram um século bem vivido. O ator e dublador Orlando Drummond foi um deles. O Like preparou uma homenagem com um passeio pela carreira do artista no "Memória" de domingo, dia 8, às 10h.

Na "Escolinha do Professor Raimundo", ele imortalizou o personagem Seu Peru. Em 2019, quando completou cem anos, o programa homenageou Drummond com episódio especial. Na ocasião, o ator dividiu a cena com Marcos Caruso, que faz a versão recente do Seu Peru. Enquanto dublador, Orlando Drummond acompanhou pais e filhos, emprestando o seu talento pro desenho animado do "Popeye", "Dinamite", o "Bionicão", o "Gato Guerreiro", do desenho "He-Man e os Defensores do Universo", o alienígena "Alf, o ETeimoso" e o personagem "Puro Osso", o esqueleto da série animada "As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy". Orlando está ainda no Guiness Book, o livro dos recordes, por ter sido a voz do Scooby-Doo durante 35 anos.

A carreira artística começou bem antes disso, no início dos anos 1940, quando conseguiu um emprego de contrarregra na Rádio Tupi. Ficou conhecido por imitar o canto do galo da Tupi, usado na programação da emissora. Participou de seis episódios do Grande Theatro Eucalol, um programa patrocinado pela antiga empresa de produtos de higiene. E deu vida a uma série de personagens gays, como o índio Taco do humorístico "Uma Pulga na Camisola", que foi ao ar na rádio e na TV Tupi. Orlando Drummond construiu a sua história também na tela grande do cinema, no papel do dono da joalheria do filme "O Rei do Movimento", em 1954. 

Depois de 101 anos, Orlando Drummond descansou. E como todo grande artista, ele se perpetua através da sua arte e da sua voz que continua encantando gerações.

Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 8 de agosto, às 10h
Assista também: terça, dia 10, e quinta, dia 12, às 10h

SÉRIES - MEU AMIGO BUSSUNDA

Em 17 de junho de 2006, o Brasil perdeu um dos seus humoristas mais conhecidos e queridos do público. Cláudio Besserman Vianna, o Bussunda, fazia parte do grupo Casseta & Planeta. Um fenômeno do humor brasileiro que dominava as noites de terça-feira na TV. Bussunda esbanjava talento e carisma, dois motivos entre muitos outros para assistir a série "Meu Amigo Bussunda", destaque do "Séries" de domingo, dia 8, às 15h. 

São quatro episódios, de cerca de 45 minutos cada, resgatando a trajetória do comediante com depoimentos de quem conviveu de perto com ele. A série é diferente da maioria também por dois motivos. O primeiro é a fartura de imagens de arquivo da família e dos trabalhos que ele fez. A segunda razão é que os episódios da série não fazem a linha chapa branca ou escondem a polêmica embaixo do tapete. Estão lá as brigas em casa ou no trabalho e o abuso de drogas no passado. 

Os episódios 1, 2 e 3 fazem um recorte cronológico. Começa com a infância e adolescência, de 1962 a 89, quando passou a ser chamado de Bussunda. O segundo episódio vai de 1989 a 98, quando a Globo reuniu um monte de talentos, inclusive Bussunda, na redação do revolucionário programa TV Pirata e, posteriormente, no Casseta & Planeta Urgente. A terceira parte, de 1998 a 2006, engloba a cobertura da Copa do Mundo da Alemanha, quando Bussunda fazia uma imitação bastante popular do jogador Ronaldo e acabou falecendo de infarto durante a Copa. Já o quarto episódio faz um apanhado do que o humorista representou na comédia brasileira e dá margem para uma discussão sobre os limites do humor, com a questão do humor politicamente incorreto.

Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 8 de agosto, às 15h
Assista também: terça, dia 10, e quinta, dia 12, às 15h

SESSÃO AIC - 70 ANOS DE PACTO SINISTRO E AS OBRAS DE PATRICIA HIGHSMITH

Patricia Highsmith é uma escritora americana conhecida principalmente por seus livros que foram adaptados para o cinema. No "Sessão AIC" de domingo, dia 8, às 18h, Filippo Pitanga aproveita que um dos filmes, "Pacto Sinistro", dirigido por Albert Hitchcock, completa 70 anos e traz detalhes sobre as obras mais conhecidas da escritora. 

O livro "Strangers On A Train", que foi a inspiração para o filme "Pacto Sinistro", fascinou Albert Hitchcock desde a primeira vez que o diretor leu a obra. Filippo conta sobre a adaptação feita pelo Mestre do Suspense em 1951. "Alfred Hitchcock vai verter em linguagem cinematográfica toda uma tensão crítica em relação ao conservadorismo da época e uma representatividade muito vanguardista LGBTQIA+ tanto da autora, de sua escrita e do ator convidado como protagonista, Farley Granger". 

O apresentador comenta também sobre as adaptações feitas da principal franquia de Patricia Highsmith, "O Talentoso Ripley", primeiro em 1960 e mais tarde na década de 1990. "O filme iria verter uma nova adaptação apenas em 1999, mais fiel ao livro e criando um pouco mais de homoerotismo. Mas, confesso, que a franquia iria exercitar já na personagem interpretada por Matt Damon no cinema Hollywoodiano. Ele vai ter um bom jogo de sedução, poder e perigo com a personagem de Jude Law, que na época havia sido completamente revelado para Hollywood naquele papel, de maneira bastante solar". 

Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 8 de agosto, às 18h
Assista também: terça, dia 10, e quinta, dia 12, às 18h

ENTREVISTA LIKE EM CASA - ABE

O longa "Abe" acompanha o protagonista Abe, interpretado por Noah Schnapp ("Stranger Things"), um menino de 12 anos que gosta de cozinhar e está em busca de sua identidade no meio de uma família metade palestina e metade israelense. Em um passeio pelas ruas de Nova Iorque, o garoto conhece Chico Catuaba, vivido por Seu Jorge, um chefe brasileiro que o ajuda a aperfeiçoar sua culinária. Fernando Grostein Andrade é o diretor por trás do filme e conversa com Anne Braune sobre inspirações, produção e expectativas. O papo vai ao ar no "Entrevista Like em Casa" no domingo, dia 8, às 20h.

O filme estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta, 05/08, e se passa em Nova Iorque, mas conta com diversos elementos brasileiros. Fernando comenta sobre o orgulho de mostrar a cultura do Brasil para o mundo. "É muito legal fazer um filme brasileiro pensado para falar para o mundo inteiro. Ele é falado em inglês, mas ao mesmo tempo tem música do Vinícius de Moraes, do Tom Jobim, tem Seu Jorge, tem homenagem à Bahia, tem acarajé". 

Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 8 de agosto, às 20h
Assista também: terça, dia 10, e quinta, dia 12, às 20h

MOSTRAS E FESTIVAIS - FESTIVAL DO RIO

O destaque do "Mostras e Festivais" de segunda, dia 9, às 22h, é um dos eventos mais tradicionais do calendário cinematográfico nacional, o charmoso Festival do Rio, que não ocorreu em 2020 por conta da pandemia de Covid-19. O ano novo começou animador, com programações especiais do evento em diferentes canais da TV por assinatura, mas ainda faltava aquele frescor das produções inéditas, das novidades do cinema brasileiro guardadas a sete chaves para as grandes telas da capital fluminense. Pois não vai faltar mais. A organização preparou a mostra Première Brasil 2020, que de forma híbrida e gratuita oferece ao público neste início de agosto a oportunidade de conferir 45 filmes. 

A seleção é composta por 20 longas, sendo 12 ficções e oito documentários; e 25 curtas. Tem filme premiado, filme inédito, filme que rodou por festivais internacionais, filme aguardado ansiosamente. Produções para todos os gostos. "Doutor Gama", por exemplo, conta a história do escritor e advogado abolicionista Luís Gama, figura gigante da história brasileira que infelizmente ainda não é tão conhecida ou celebrada como deveria. A expectativa é que o longa de Jeferson De contribua para a popularização de seu nome e sua importância.

"Valentina", de Cássio Pereira dos Santos, acompanha a batalha de uma adolescente trans para conseguir se matricular na escola com seu nome social. Uma dificuldade que não deveria existir, mas é bastante comum. Outro destaque é o drama "Meu Nome É Bagdá", que tem como protagonista uma jovem skatista paulistana que se encontra ao conhecer um grupo de garotas que têm os mesmos interesses que ela.

Os filmes foram selecionados a partir das inscrições recebidas pelo festival ano passado e estarão acessíveis aos espectadores de duas maneiras. Haverá sessões presenciais gratuitas no Estação Net Botafogo entre os dias 5 e 11 de agosto e cada filme ficará disponível online, também de graça, por 48 horas após a exibição no cinema. 

Canal Like: 530 da Claro
No ar segunda, dia 9 de agosto, às 22h
Assista também: quarta, dia 11, e sexta, dia 13, às 22h

MOMENTO MONET - AGOSTO

Mais do que só um evento esportivo, as Olimpíadas são um evento historicamente televisivo. Parece que todos os canais, abertos e fechados, são tomados pelos esportes olímpicos. Apesar de não parecer, existe vida na televisão após as Olímpiadas. A Revista Monet de agosto está dedicada a curar a ressaca olímpica com uma pauta de conteúdos digna de medalha de ouro. No "Momento Monet", Hugo Bonemer conta quais são os destaques da edição deste mês da revista na madrugada de segunda, dia 09/08, para terça, dia 10, à 0h.

A matéria de capa é dedicada à nova série do Starzplay “Heels”, que explora o “underground” do universo americano do “pro-wrestling”, uma modalidade esportiva que faz muito sucesso nos Estados Unidos e no México, mas por aqui nunca decolou. “Pro-wrestling” é uma mistura curiosa de luta livre profissional com artes cenográficas, as lutas são coreografadas, com o intuito de causar a maior comoção possível na platéia. A ação de “Heels” acontece no interior da Georgia, muito longe dos holofotes midiáticos da WWE, onde o pro-wrestling ainda é “raiz”.

Durante a pandemia, as lives do Caetano Veloso e do Gilberto Gil foram bálsamos coletivos para o país. Esse mês, uma live que só tinha passado na televisão francesa estreia por aqui, em um especial de aniversário do Caetano Veloso, no Canal BIS. A série “Incertezas Críticas”, que entrevista os grandes intelectuais e filósofos da nossa era, é outra dica da Monet e chega à sua terceira temporada no Canal Curta. Essa temporada dá destaque especial para intelectuais brasileiros, como Christian Dunker e Djamila Ribeiro.

Canal Like: 530 da Claro
No ar segunda, dia 9 de agosto, à 0h
Assista também: quarta, dia 11, e sexta, dia 13, à 0h
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem