Discovery Turbo estreia a segunda temporada de ''Em Busca de Carros Clássicos''

Divulgação

Para Wayne Carini carros clássicos são mais que paixão; são um negócio lucrativo. Dono de uma das mais extensas coleções de modelos raros e restaurados com rigor, ele detém uma fortuna – em valores líquidos e simbólicos.

A partir desta segunda-feira, 30 de agosto, às 22h30, Wayne está de volta ao Discovery Turbo com a décima segunda temporada de  EM BUSCA DE CARROS CLÁSSICOS (Chasing Classica Cars), série que tem acesso exclusivo aos trabalhos que lhe rendem fortuna: são episódios inéditos que o acompanham enquanto ele garimpa, restaura e vende automóveis clássicos e raros.

Primeiro vem a etapa da procura. Com olhar atento, Wayne busca sinais de clássicos que estejam negligenciados por donos que, em geral, não conhecem o potencial do veículo empoeirado que possuem em garagens e quintais. Em seguida, a restauração: um esforço minucioso que leva à busca por peças originais. Por fim, a revenda em feiras e leilões pelo mundo afora.

Foi assim, um carro por vez, que Wayne ampliou a fortuna que herdou do pai, também colecionador, e que hoje supera os 20 milhões de dólares: com a busca constante, pesquisa incansável e faro aguçado para os negócios. Wayne virou referência no mercado de negociação de modelos clássicos e raros, tem clientela tão endinheirada quanto fiel e revela às câmeras como essa fama foi construída.

No primeiro episódio da temporada, Wayne acha um tesouro em um lugar improvável. Acostumado a vasculhar celeiros, garagens, terrenos baldios, becos, galinheiros e todo tipo de esconderijo absurdo onde algum clássico valioso possa estar abandonado, Wayne se surpreende com um raro Griffith 200, produzido em meados dos anos 1960, que ficou durante mais duas décadas em um estacionamento, coberto com uma capa protetora.

Conhecido como um esportivo compacto e veloz, o Griffith 200 é considerado raro por fazer parte de uma série de 260 veículos. A pintura do carro que Wayne negocia está danificada e o interior precisa ser inteiro restaurado. Ainda no estacionamento, ele tenta dar a partida e, embora o carro não ligue, dá sinais de vida – o que já é animador. O destino do Griffith 200 é uma feira de carros clássicos que há dez anos reúne colecionadores e que receberá Wayne pela primeira vez. Ainda na estreia, ele garimpa um Golden Eagle, ônibus antigo que transportava passageiros com muito conforto e luxo.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem