TV Cultura reapresenta Persona em Foco com Tarcísio Meira e Glória Menezes nesta quinta

Divulgação

Em homenagem a um dos grandes ícones da dramaturgia brasileira, que faleceu nesta quinta-feira (12/8), aos 85 anos, em decorrência da Covid-19, a TV Cultura reapresenta hoje, às 23h30, o Persona em Foco com Tarcísio Meira e Glória Menezes. O casal fala sobre suas participações no teatro, cinema e seus trabalhos mais representativos da televisão brasileira.

Considerado um dos maiores atores e galãs de sua época, Tarcísio Meira influenciou gerações com seus personagens - seja no cinema, no teatro ou na televisão. Entre tantos assuntos abordados no Persona em Foco, ele fala sobre seu parentesco com Tiradentes, um dos líderes da Inconfidência Mineira, e também sobre sua entrada no mundo do teatro profissional. "Foi difícil. Eu fiz teatro amador, ganhei prêmio, fui convidado por um grande ator chamado Sérgio Cardoso. Ele fez uma peça, O Soldado Tanaka".

Enquanto isso, Glória Menezes, que marcou a televisão brasileira na pele de figuras como Laurinha Figueroa, de Rainha da Sucata, e Baronesa de Bonsucesso, de Senhora do Destino, revela quais são suas principais inspirações profissionais. A atriz ainda conta sobre sua primeira experiência com o tablado: "tinha uma trupe argentina no navio, que fazia os espetáculos durante a viagem. Eles fizeram um vestidinho de papel crepom para mim, (...) me botaram no palco e não falaram nada pra mamãe. [Depois, uma das integrantes do grupo] falou assim: ‘a senhora não vai poder fazer nada, porque a sua filha vai terminar num palco’. Não deu outra".

Juntos, eles comentam também sobre a primeira vez em que trabalharam lado a lado, no início da década de 60, no teleteatro Uma Pires Camargo, e narram os desdobramentos de sua história de amor.

O programa ainda conta com depoimentos de personalidades que trabalharam com Tarcísio e Glória, como Laura Cardoso, Regina Duarte, Lima Duarte, Lauro César Muniz, Maria Thereza Vargas e Miriam Mehler.

Ao longo da edição, Tarcísio ainda conta como foi romper, de certa forma, com a imagem de galã que marcou sua carreira, em papeis cômicos como na novela Guerra dos Sexos, de Silvio de Abreu: "Foi um rompimento mesmo com tudo o que eu fazia até então. Não era uma pecha, mas era uma coisa que me desagradava um pouco o apelido de galã".

O cinema também entra na conversa e Glória Menezes comenta a respeito de O Pagador de Promessas, único filme brasileiro a ganhar a Palma de Ouro do Festival de Cannes, na França. "Eu, de repente, me vi em Cannes, recebendo um prêmio que nunca me passou pela cabeça que eu pudesse receber", afirmou a atriz.

Com apresentação de Atilio Bari, a entrevista foi conduzida por Fulvio Stefaninni e Myriam Pérsia.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem