Julia Lemmertz interpreta Carmem Wollinger: 'Ela não admite falhas, é competitiva e tem uma elevada autoestima'

Divulgação Globo/Fabio Rocha

Em brigas homéricas terminam os encontros de  Paula Terrare (Giovanna Antonelli) e Carmem (Julia Lemmertz) em 'Quanto Mais Vida, Melhor!'. As duas megaempresárias do ramo de cosméticos se odeiam, mas se frequentam como que para acompanhar de perto, uma a estratégia da outra.  Seus escritórios estão situados um de frente para o outro, na Barra, e cada uma fica de sua sala espiando, de binóculos, o movimento da outra. Mas, no atual momento, a pressão está em cima de Paula. Ela precisa urgentemente levantar as receitas da Terrare Cosméticos, que despencaram durante a pandemia. Para isso, acha que conta com Marcelo (Bruno Cabrerizo), mas seu vice-presidente e amante, na verdade, é aliado da Cascacu, apelido nada carinhoso com o qual ela se refere à Carmem. Ainda do lado da Terrare, ela posiciona seus funcionários, Roberto  (Gabriel Sanches), diretor de marketing da Terrare Cosméticos, Aline (Carol Marra), diretora jurídica, e Lorena (Val Abranches), diretora financeira, para defender a empresa com unhas e dentes da rival. 

A presidente da Wollinger Comésticos sonha acabar com o império de Paula (Giovanna Antonelli), a quem culpa pela morte do grande amor de sua vida, Celso Terrare (Cândido Damm). Gabriel (Caio Manhete) é filho do seu primeiro casamento, está em Nova York, onde estuda nas melhores escolas de mixologia do mundo. Quando retorna ao Brasil, ganha de presente da mãe um requintado bar para colocar seu conhecimento em prática.

Sobre as características de sua personagem, Julia Lemmertz detalha na entrevista abaixo.

Como você define a Carmem?
Carmem é uma mulher de muita personalidade, muito determinada a ser sempre bem-sucedida em tudo que faz, não admite falhas, competitiva e com uma elevada autoestima. Ela também tem um temperamento forte e com isso passa por cima das boas práticas de gentileza, empatia e generosidade. Seu foco é arrasar com sua única rival, Paula Terrare (Giovanna Antonelli). As duas têm um misto de emoções, que variam do ódio ao amor, da competição à parceria. São duas mulheres opostas e complementares, que vão render muitas guerras e alguma trégua. É uma dinâmica divertida até certo ponto. Visto que esse é um trabalho de comédia, a novela é meio uma fábula, então nada é tão calcado na realidade, nos sentimentos ruins, todos os personagens tem seu lado bom e ruim, são humanos.

Em quem se inspirou para compor essa personagem?
Vieram de vários lugares as inspirações, teve uma pitada da Meryl Streep em ‘O Diabo Veste Prada’, um pouco da energia de competição de uma série ótima chamada ‘The Morning Show’, tem um jeito cool de ser de uma atriz que me inspirou o corte de cabelo, a Tilda Swinton, tem um pouco de cartoon, nas brigas da Carmem e da Paula, tipo gato e rato. A figura da Carmem se construiu muito também com o figurino bafo da maravilhosa Natalia Duran, nossa figurinista. E também com a parceria com a Giovanna. A gente vai construindo junto.

Fale um pouco sobre a relação dela com a Paula (Giovanna Antonelli)...
As duas são mulheres muito diferentes, mas complementares também, competem porque no fundo acho que uma queria ser como a outra, ter o que a outra tem, a Paula se casou com o amor da vida da Carmem. Depois ele morreu. A Carmem passou a culpar a Paula por essa morte. As duas são do ramo dos cosméticos, mas uma com uma linha mais popular e a outra mais sofisticada, mas essa rivalidade vai se espalhando por todos os níveis. Elas se alimentam disso, isso impulsiona elas pra serem melhores. É muito louco, é quase amor…

E como é a maternidade para ela? Como é sua ligação com Gabriel (Caio Manhete)?
Ela é uma mãe amorosíssima, extremada até. Acho que todo amor que ela não dá aos outros ela direciona para o filho.

E com os homens? A relação com o Marcelo (Bruno Cabrerizo) é baseada apenas no interesse de destruir a Paula?
Ela teve um grande amor, o Celso (Cândido Damm), que se apaixonou pela Paula, isso deixou ela muito abalada , ainda mais por achar que a Paula é responsável pela morte dele. E com os outros homens ela é quem manda. Com o Marcelo rola uma atração que também tem a ver com a Paula, ele trabalha para ela , mas faz um jogo duplo, e ela une o útil ao agradável.

‘Quanto Mais Vida, Melhor!’ é um convite a uma viagem por um mundo divertido e lúdico, com estreia no dia 22 de novembro. A próxima novela das sete é criada e escrita por Mauro Wilson, com direção artística de Allan Fiterman. É escrita com Marcelo Gonçalves, Mariana Torres e Rodrigo Salomão, com direção geral de Pedro Brenelli e direção de Ana Paula Guimarães, Natalia Warth, Dayse Amaral Dias e Bernardo Sá. No elenco, estão nomes como Vladimir Brichta, Giovanna Antonelli, Mateus Solano, Valentina Herszage, Elizabeth Savala, Marcos Caruso, Ana Lucia Torre, Mariana Nunes, Bárbara Colen, entre outros. A produção é de Raphael Cavaco e a direção de gênero é de José Luiz Villamarim.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem