TV Brasil estreia o drama nacional "Vitrola" neste domingo

Divulgação 


Três obras da sétima arte embalam a programação da TV Brasil na tarde deste domingo (7). A faixa dedicada ao cinema inicia com o longa-metragem norte-americano "O Jardim Secreto" (2017), às 14h, na Sessão Família.

Logo depois, a emissora pública estreia o filme brasileiro "Vitrola" (2013), às 16h, no Cine Nacional que traz, na sequência, outra produção realizada no país. "A Musa Impassível" (2011) entra no ar às 17h, com Simone Spoladore e Milhem Cortaz no elenco.

Destaque da faixa, o drama nacional "Vitrola" é estrelado pelo veterano ator Genézio de Barros que vive o protagonista Elpídio. Memória afetiva, modernidade e urbanização se combinam nessa leve e bem-humorada produção.

Na tentativa de salvar sua loja de vinis na cidade de São Paulo, o aposentado e turrão Elpídio participa de um programa de auditório sobre conhecimentos musicais, experiência que faz com que ele mude a forma como enxerga o mundo.

O filme aborda a relação espaço-tempo entre a metrópole e seus moradores através da música. A trama se desenvolve quando um enorme edifício está previsto para rasgar os céus da capital paulista. Para isso, a construtora precisa comprar o antigo Sebo Vitrola, razão de vida de Elpídio.

Seria simples para o aposentado recusar as ofertas do neoclássico Edifício Jardin de Tuileries se ele não estivesse totalmente endividado e não fosse responsável por cuidar de sua filha Elise (Arieta Correa) e de seu neto Gabriel (Caio Horowicz).

Elpídio não consegue conter o esmagador processo de transformação que lhe é imposto. Apegado ao passado, ele tenta se manter fiel às suas memórias e a todo custo impedir que seu sebo de discos de vinis seja engolido pelo novo empreendimento que, ironicamente, pretende destruir uma verdadeira relíquia de São Paulo.

Apesar da brutalidade dessas transformações urbanas e emocionais, as mudanças se fazem de maneira muitas vezes imperceptíveis ao olhar cotidiano. Na iminência de ter seu sebo destruído, Elpídio passa a reconstruir suas relações mesmo que inconscientemente.

Na tentativa de manter seu patrimônio, Elpídio acaba em um programa de auditório apresentado por Armando Silva (Moacyr Franco) sobre conhecimentos musicais. A expertise pode levá-lo a ganhar duzentos mil reais e conseguir preservar o negócio com discos de vinis.

Símbolo da cultura pop que Seu Elpídio tanto repudia, o programa televisivo é justamente o palco de suas transformações. Para o aposentado, passado e futuro se confrontam estética e metaforicamente em dois ambientes díspares: um sebo de discos de vinis, símbolo da resistência, e uma moderna atração de tevê.

A imersão em um universo completamente diferente do seu, faz com que ele mude a forma como enxerga o mundo, reavalie a relação com sua filha e neto e encontre espaço entre tantos discos, memórias e poeira para um novo amor, Marta (Selma Egrei).

Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem