Ad Code

Último episódio da premiada série 'Immersive.World' vai ao ar no Curta!

Divulgação Curta!

A série ''Immersive.World'', premiada com o The New York Emmy na categoria Artes/Entretenimento, apresenta seu último episódio inédito no Curta!. O foco da série são os espetáculos imersivos, sem palco e sem poltronas, em que a plateia faz parte da narrativa. Neste capítulo, chamado “Experimentação & Arte”, diversas mídias são exploradas.

Citando casos como o de “Waterlicht” — uma espécie de “inundação virtual” provocada por leds e lentes, criada pelo artista multimídia Daan Roosegaarde — e trabalhos como “Chained — A Victorian Nightmare”, uma adaptação do conto de Charles Dickens que mistura realidade virtual com atores em cena, a série mostra o uso de diversos tipos de mídias conjugadas, por vezes ainda de forma experimental, mas abrindo portas para novas possibilidades criativas. Neste episódio, a série também investiga o uso da realidade aumentada no jornalismo, enfocando as estratégias do jornal “The New York Times”.

Dirigida por Guto Barra, a produção em dez episódios — que pode ser conferida na íntegra através do Curta!On — mostra um panorama completo desse novo universo do entretenimento nos Estados Unidos, sobretudo em Nova York. Cada um deles mergulha em um caminho diferente e mostra o impacto causado pela experiência de estar imerso numa história ou numa obra de arte. Além do rompimento da quarta parede, por vezes também são rompidas as barreiras entre ficção e realidade.

A série explora as diferentes possibilidades de montagem desses espetáculos imersivos, que não necessariamente são realizados em teatros: podem ocorrer em galpões abandonados, museus e até mesmo em casas e apartamentos. As inovações tecnológicas da arte imersiva também são foco da série, que vai além do teatro e apresenta galerias digitais, instalações interativas, projeções, esculturas de luz e arte cinética. A estreia do episódio é na Terça das Artes, 21 de dezembro, às 20h.

Filme de João Jardim discute a realidade das escolas e dos estudantes brasileiros

No documentário “Pro Dia Nascer Feliz”, do diretor carioca João Jardim, a complexa realidade escolar brasileira é protagonista. O longa foi gravado em meio a um momento conturbado, quando jovens de São Paulo ocupavam escolas em protesto contra a reestruturação proposta pelo governo estadual da época. 

Com enfoque em estudantes adolescentes de três estados brasileiros e de classes sociais distintas, o longa observa as inquietações desses jovens a partir da escola. O filme também entrevista professores, que analisam as desigualdades e a violência no ambiente escolar. A exibição é na Quinta do Pensamento, 23 de dezembro, às 22h25.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 20/12

22h– “Daquele Instante Em Diante” (Documentário)

O cantor e compositor Itamar Assumpção é tema deste documentário, que percorre sua trajetória musical desde os anos da vanguarda paulista, na década de 1980, até sua morte, aos 53 anos. Com depoimentos daqueles que conviveram com o artista, o filme reúne uma seleção de imagens raras garimpadas em acervos e arquivos particulares que mostram sua presença antológica nos palcos, além dos momentos de intimidade entre amigos e familiares. Diretor: Rogério Velloso Duração: 110 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 21 de dezembro, terça-feira, à 02h e 16h; 22 de dezembro, quarta-feira, às 10h; 25 de dezembro, sábado, às 10h e 26 de dezembro, domingo, às 15h30.

Terça das Artes (Visuais, Cênicas, Arquitetura e Design) – 21/12

20h – "Immersive.World” (Série) – Ep.: “Experimentação & Arte”

As mídias imersivas estão sendo usadas para outros tipos de narrativas visuais, experimentações e trabalhos que misturam mídias, como é o caso de “Waterlicht”, criado pelo artista multimídia Daan Roosegaarde. Outros trabalhos, como “Chained — A Victorian Nightmare”, levam a mistura de realidade virtual com atores se apresentando ao vivo para novos níveis de criatividade. E como funciona a realidade aumentada no jornalismo? A série fala com o diretor de mídias interativas do jornal “The New York Times”. Direção: Guto Barra. Duração: 25 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 22 de dezembro, quarta-feira, às 0h e às 14h; 23 de dezembro, quinta-feira, às 08h; 26 de dezembro, sábado, às 12h30.

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 22/12

20h – “Cineastas” (Série) - Episódio: “Marcelo Gomes”

Diretor de “Cinema, Aspirinas e Urubus”, Marcelo Gomes conta como surgiu a história do filme, que ganhou destaque internacional, e como cria suas obras, com enfoque em seus personagens. O episódio traz entrevistas com os cineastas Karim Aïnouz e Cao Guimarães, com os atores João Miguel e Hermila Guedes e com os produtores Sara Silveira e João Vieira Jr.. Eles comentam a obra cinematográfica e o estilo de Marcelo Gomes. Diretor: Hermes Leal. Duração: 45min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 23 de dezembro, quinta-feira, às 0h; 24 de dezembro, sexta-feira, às 08h; 26 de dezembro, domingo, às 07h05.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 23/12

22h25 – “Pro Dia Nascer Feliz” (Documentário)

O adolescente, com suas angústias e inquietações, e, em especial, a maneira como ele se relaciona com um ambiente fundamental em sua formação — a escola — são o foco central de investigação de "Pro Dia Nascer Feliz". Filmado em três estados brasileiros, abordando classes sociais distintas, o documentário de longa-metragem de João Jardim é um diário de observação do adolescente brasileiro, no qual os professores também expõem seu cotidiano profissional, ajudando a pintar um quadro complexo das desigualdades e da violência no país a partir da realidade escolar.  Diretor: João Jardim. Duração: 90 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 24 de dezembro, sexta-feira, às 2h25 e às 16h25; 25 de dezembro, sábado, às 13h30; 26 de dezembro, domingo, às 20h25.

Sexta da Sociedade (História Política, Sociologia e Meio Ambiente) – 24/12

22h30 – “Tarja Branca” (Documentário)

As brincadeiras infantis fazem parte de nossa formação social, intelectual e afetiva. Por meio delas, nós nos socializamos, nos definimos e desenvolvemos muitos dos hábitos culturais da vida adulta. Todos brincamos na infância e, nesse ato, fomos livres e felizes. Mas será que ainda carregamos essa subjetividade brincante e cultura lúdica vivas dentro de nós? Será que as crianças que fomos se orgulhariam dos adultos em que se transformaram? Diretor: Cacau Rhoden. Duração: 80 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 25 de dezembro, sábado, às 02:30; 26 de dezembro, domingo, às 19h; 27 de dezembro, segunda-feira, às 16h30.

Sábado – 25/12

11h05 – "Arquitetos Brasileiros” (Série) – Ep.: “Ruy Ohtake”

Conheça as incríveis obras criadas pelo arquiteto falecido no dia 27 de novembro. O trabalho de Ruy Ohtake mescla a pesquisa tecnológica com uma plasticidade depurada e sensível às nossas condições e necessidades. Aluno de Vilanova Artigas e ligado à Escola Paulista, avançou para uma arquitetura mais lírica e leve, que expressa o prazer pelas curvas e pela inovação. De acordo com Oscar Niemeyer, é um dos mais legítimos representantes da arquitetura brasileira. Direção: Diego Romero de Godoy. Duração: 52 min. Classificação: Livre.

Domingo – 26/12

13h – “Musicalmente na América Latina” (Série) - Ep.: “Vinicius, Jobim, Toquinho e Miucha”

Série em quatro episódios com shows memoráveis de alguns dos grandes nomes da música latino-americana. O primeiro episódio traz um show histórico gravado em 1978, em Lugano, na Suíça, com Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Miúcha e Toquinho. Diretora: Mascia Cantoni. Duração: 55 min. Classificação: Livre. 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code