TV Brasil exibe comédia "Os Três Mosquiteiros Trapalhões" neste domingo

Divulgação

A TV Brasil apresenta o longa-metragem "Os Três Mosquiteiros Trapalhões" na faixa Cine Retrô deste domingo (9), às 16h. Sucesso da filmografia da trupe de humoristas formada por Renato Aragão, Dedé Santana, Mussum e Zacarias, a comédia faz uma sátira com o romance de Alexandre Dumas.

Com um público superior a marca de 4 milhões de pessoas nas salas de projeção no país, a versão do quarteto para o livro original foi lançada em 1980 no circuito da sétima arte. Com essa quantidade de espectadores, o longa até hoje está entre as 30 maiores bilheterias do cinema brasileiro.

A produção nacional é inédita na telinha da emissora pública e está em cartaz com destaque na programação de verão do canal. A releitura bem-humorada da obra francesa começa pelo título que remete ao clássico "Os Três Mosqueteiros".

Em vez de interpretar espadachins corajosos que protegem o trono, no filme, os Trapalhões Dedé, Mussum e Zacarias são, na verdade, um trio de matadores de mosquitos. A alusão à consagrada trama se estende a diversas passagens do enredo e aos demais personagens encenados na telona.

O protagonista da comédia, por exemplo, é o intrépido e divertido Zé Galinha (Renato Aragão) que faz as vezes de D’Artagnan. Ele até ganha o apelido de "Tratanhã". Com seu jeito simples e inquieto, mora de favor no galinheiro que fica no terreno de uma mansão. A propriedade remete ao reino francês da produção literária.  

O dono da residência é o empresário Dr. Luís (Jorge Cherques), versão tupiniquim do monarca da coroa, Rei Luís XIII, casado com a sra. Ana Rocha (Rosita Tomáz Lopes), cônjuge que representa Ana de Áustria, a Rainha da França.

Apesar do prestígio e da postura altiva, a família enfrenta dificuldades econômicas para manter o padrão após diversas transações que não deram certo. Para salvar os seus empreendimentos, o industrial precisa lidar com o ambicioso Richet, referência ao Cardeal Richelieu, do livro de Alexandre Dumas.

O conflito se dá quando o perverso investidor impõe como condição para o negócio se casar com a filha do casal. A jovem Fernanda (Silvia Salgado) não deseja essa união já que ela tem um namoro escondido com o pobre Duque (Pedro Aguinaga), em relacionamento consentido pela sra. Ana.

Para melhor a imagem do companheiro e impressionar seu pai, a moça empresta a ele um colar de esmeraldas da mãe. A ideia é que Duque empenhe a joia e, com o dinheiro, possa fazer aplicações e demonstrar riqueza para o futuro sogro. O cordão é comercializado e obtido por contraventores.

Ao perceber o artifício, Richet exige que a dona da casa use a referida peça preciosa quando o vilão for assinar o contrato para fechar negócio com Dr. Luís. Funcionários da mansão, os três mosquiteiros – Dedé, Mussum e Zacarias – tem que contar com a ajuda de Zé Galinha para recuperar o valioso adorno.

Dilemas da narrativa

Os namorados Fernanda e Duque vivem um romance proibido pelo pai dela, o industrial Dr. Luís, mas aceito pela mãe da jovem, a sra. Ana Rocha. À beira da falência, ele espera reabilitar seus negócios associando-se a Richet, um rico e ganancioso empresário. Em troca, o pai de Fernanda deverá ceder ao novo parceiro comercial a filha em casamento.

Apesar da proposta, Fernanda não está disposta a romper com Duque que, apesar de jovem e bonito, não possui fortuna. Com a cumplicidade dos empregados da mansão, justamente o quarteto que forma os Trapalhões, dona Ana tenta apoiar o rapaz para sensibilizar o marido.

Duque pega emprestado um valioso colar de esmeraldas para ser penhorado. O dinheiro vai servir de investimento para o namorado de Fernanda realizar uma transação. Com a quantia do empenho, ele poderá comprar uma fazenda e mostrar ao Dr. Luís que tem condições de manter uma família.

No entanto, a joia é indispensável para selar o acordo entre os Dr. Luís e Richet. A peça acaba caindo na mão de bandidos e precisa ser readquirida em um curto espaço de tempo para salvar a fábrica e evitar a ruína dos negócios.

Gancho para os Trapalhões

Desesperadas para reaver o colar, Fernanda e Dona Ana recebem a ajuda de quatro empregados da família: os jardineiros Dedé, Mussum e Zacarias e de Zé Galinha, encarregado do galinheiro.

Os Trapalhões são enviados em missão de resgate que percorre várias regiões do país. O quarteto enfrenta agiotas e contrabandistas desde o Amazonas até Foz do Iguaçu. Os bandidos repassam a joia para outros comparsas e interessados.

Na Amazônia, Zé Galinha pega algumas pedras antes da volta para o Rio de Janeiro onde os inusitados detetives encontram o bandido e finalmente retomam o colar. Apesar do tumulto, a intervenção do quarteto é decisiva para a família reaver a peça.

O desprezível Richet é desmascarado e Fernanda oficializa seu namoro com Duque. Enquanto isso, descobre-se que as pedras encontradas por Zé Galinha na região norte do país eram, na verdade, diamantes.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem