Ad Code

Pinóquio agora em carne e osso: João Pedro Delfino, que interpreta o boneco de madeira em ''Poliana Moça'', é o convidado do ''PoliCast'' desta terça-feira

Divulgação Lourival Ribeiro/ SBT

O ator João Pedro Delfino, intérprete do ilustre Pinóquio de ''Poliana Moça'', é o convidado do ''PoliCast'' desta terça-feira (26). O podcast vai ao ar logo após a exibição da trama na TV, no canal da novela do YouTube, Spotify, Deezer e Amazon Music.

Pinóquio [João Pedro Delfino] toma vida quando é roubado de Otto [Dalton Vigh] e religado por Roger [Otávio Martins], Waldisney [Pedro Lemos] e Violeta [Gabriela Saadi]. Ele tem consciência de que é meio boneco e meio robô, diferente de Ester, androide de “Aventuras de Poliana”,  que acreditava ser uma menina de verdade. Pinóquio tem a esperteza de se adaptar ao meio humano de forma que não cause espanto, mas, ainda assim, apresenta certa inocência por falta de vivência. É curioso e muito interessado na vida e nos sentimentos humanos, quer aprender cada vez mais sobre o assunto. 

O ator de 15 anos revela que ele acaba se transformando em um boneco de madeira, mudando a voz, o jeito de andar. Mas para dar vida, literalmente, ao boneco-humano, ele precisou passar por muita preparação.

“Foi um trabalho muito grande e intenso de preparação, eu estou desde julho, mas só comecei a gravar em novembro de 2021, foram quatro meses de preparação, tanto da maquiagem quanto como ator, na construção do personagem. A gente fez muita pesquisa, é claro que tem os Pinóquios que já existiram, o Pinóquio original dos livros, mas tem um Pinóquio para a novela Poliana Moça, exclusivo do SBT. Foi um processo muito intenso de preparação para descobrir como seria o corpo, como seria a voz, o jeito de andar. A gente foi estudando o que ficaria mais legal, o que não ficaria. A gente pensou em várias possibilidades até chegar nesse resultado”, declara João.

Nos capítulos anteriores, Pinóquio foi sequestrado por Roger, Waldisney e Violeta, e acaba de ser ligado, ganhando vida e encantando o público. O personagem, no momento, está convivendo com os vilões da trama em um esconderijo. Se mantendo apenas por um cabo de fonte de energia, ele não consegue ser libertado, caso contrário, será desconectado e, portanto, desligado automaticamente.

“O Waldisney é o único que entende um pouco do Pinóquio, que ele quer ser uma pessoa, ser tratado como uma pessoa. [...] Ao contrário do Waldiney, tem o Roger e a Violeta que estão muito mais preocupados com o dinheiro, do que em criar ele como um amigo, um filho praticamente, porque o Waldisney e o Pinóquio tem uma relação muito legal, mas o Roger e a Violeta acham que ele é só um boneco, um pedaço de madeira que não serve para nada”, diz o entrevistado.

João Pedro Delfino revela também como o personagem vai ser ao longo da trama: “Ele vai conhecer muitas pessoas novas ao longo da novela, porque ele é muito aventureiro, ele quer conhecer o mundo, pelos capítulos que vocês estão vendo já dá para ver que ele quer conhecer o mundo lá fora, sair um pouco desse esconderijo, então, ele vai descobrir lugares novos, até novos cenários que não foram ao ar ainda. Ele vai viver muita coisa nessa novela, conhecer gente, lugares novos. Já até adianto, que vai ter um encontro de ‘Polinóquio’, mas deixo em off como vai ser”.

O podcast “Policast” vai ao ar toda terça e quinta, logo após a exibição da novela, no canal de Poliana Moça no YouTube e nas plataformas de áudio

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code