Ad Code

TV Brasil estreia a animação "Piratas Pirados!" na Sessão Família

Divulgação

O filme "Piratas Pirados!" é o destaque da faixa Sessão Família que a TV Brasil apresenta neste domingo (22), às 14h. A animação inédita na telinha da emissora pública combina recursos em stop motion, técnica de registros quadro a quadro, além de personagens e cenários feitos de massinha.

O longa tem direção de Peter Lord e Jeff Newitt. A equipe fez grandes produções da sétima arte como o inovador "A Fuga das Galinhas" (2000) e o vencedor do Oscar "Wallace e Gromit: A Batalha dos Vegetais" (2005) que conquistou a estatueta na categoria animação.

Sucesso de público e aclamadas pela crítica, as duas também foram desenvolvidas pelo estúdio Aardman. Ambas utilizam a mesma técnica manual de animação em stop motion. No caso de "Piratas Pirados!", a computação gráfica é empregada para potencializar aspectos do enredo.

As técnicas transmitem agilidade o que torna o cenário da história dos corsários ainda mais vívida para os espectadores de todas as idades. Rica em detalhes, a película sobre a odisseia do Capitão Pirata se sobressai pelas cenas que valorizam sombras e movimentos ao conferir ainda mais articulação e realismo.

Roteiro alia humor e princípios

Repleta de aventuras, perigos e emoções, a divertida produção tem vários méritos. O filme acompanha as desventuras do estabanado Capitão Pirata e prima por valores como lealdade e amizade. Ainda incentiva a criançada a persistir nos seus objetivos e em acreditar que é possível alcançar seus sonhos.

Em terra firme ou no alto mar, os fora da lei representados na trama fazem badernas inacreditáveis que encantam e provocam risadas. As piadas encadeadas com inteligência em sequência motivam gargalhadas no público de todas as idades.

O roteiro é uma adaptação de Gideon Defoe para o texto de seus próprios livros. A animação "Piratas Pirados!" traz ótimos personagens e tipos icônicos no formato de bonecos de massa de modelar. O longa faz esse arranjo de modo perspicaz ao revitalizar os estereótipos clássicos de malfeitores.

A trilha sonora da produção também é uma atração à parte. A obra infantil traz repertório diverso que mescla obras como "Garota de Ipanema" e "Also Sprach Zarathustra" e hits consagrados do rock britânico como "London Calling" e "Alright".

Desafios do desastrado corsário

O Capitão Pirata é um dos mais atrapalhados navegantes dos sete mares e sua maré de azar o incomoda. Embora nem sempre bem sucedido em suas empreitadas, ele tem um sonho: vencer seus grandes concorrentes Black Bellamy e Cutlass Liz para levar o prêmio Pirata do Ano.

O ganhador da cobiçada láurea será aquele que conseguir roubar mais. Com rivais extravagantes, que destroem navios inimigos e obtêm vultosas quantias, o Capitão precisa espantar a urucubaca que o prejudica para alcançar seu desejo quase utópico de reconhecimento.

Para conseguir cumprir a árdua missão na trama ambientada no ano de 1837, Capitão vai com sua tripulação da exótica Ilha de Sangue às ruas da Londres vitoriana. Sem sucesso, eles batalham contra diversos adversários e buscam saquear navios.

As tentativas frustradas de pilhagem refletem o cotidiano do grupo. A bravura não é um dos fortes desses marujos. Tripudiados pelos seus pares, eles encaram uma triste realidade. A fracassada trupe de piratas tem o Dia do Presunto como ápice de sua rotina.

Personagens históricos especiais

Com uma vistosa barba, o comandante conhece duas figuras históricas: a enfezada Rainha Vitória e o famoso pesquisador Charles Darwin. A sorte do desajeitado Capitão e de seus piratas começa a mudar quando eles resolvem invadir o navio da expedição científica coordenada pelo cientista.

O então jovem biólogo britânico nota que o papagaio do Capitão, mascote do navio, é, na verdade, um Dodô, uma ave extinta. Darwin reconhece o animal raro para surpresa de todos. Ao constatar que seu animal de estimação é um bicho raro, o líder da claudicante tripulação observa que pode auferir lucros com essa descoberta. 

Ele acredita que a novidade tem muito potencial para proporcionar glórias, ouro, prêmios e até a amizade da temperamental Rainha Vitória. A monarca está sempre enraivecida com os ladrões dos oceanos que pilham as riquezas da coroa.  O comandante não imagina que pode estar caindo em uma perigosa armadilha que envolve um apetite gastronômico bastante singular.

Charles Darwin vive acompanhado de um amigo macaco que interage por meio de cartazes. Ao lado da Rainha Vitória, o cientista apresenta cenas hilárias. A história aproveita o gancho para tiradas divertidas sobre a Teoria da Evolução e sacadas com sátiras à realeza britânica.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code