Ad Code

Curiosidades sobre ''Thor: Amor e Trovão''

''Thor: Amor e Trovão'', da Marvel Studios, estreou nos cinemas na última quinta-feira (07). O longa conta sobre uma nova aventura onde o Deus do Trovão embarca em uma jornada diferente de tudo que já viveu – uma jornada de autoconhecimento. Contudo, sua busca é comprometida por um assassino galáctico conhecido como Gorr, o Carniceiro dos Deuses, que deseja a extinção dos deuses. Para combater essa ameaça, Thor pede a ajuda da Rei Valquíria, de Korg e da ex-namorada Jane Foster, que – para surpresa de Thor – inexplicavelmente empunha seu martelo mágico, o Mjolnir, como a Poderosa Thor. Juntos, eles se lançam em um terrível aventura cósmica para desvendar o mistério da vingança do Carniceiro dos Deuses e detê-lo antes que seja tarde demais. 

Confira abaixo algumas curiosidades sobre “Thor: Amor e Trovão”, entre outras informações sobre o elenco e bastidores:


APARIÇÕES DE THOR

Desde 2011, o personagem Thor apareceu em sete filmes do Universo Marvel (MCU), além da série de animação, também da Marvel Studios, “What If...”, tornando-se o primeiro personagem a protagonizar quatro filmes da franquia.


FILMAGENS

As gravações de “Thor: Amor e Trovão” contaram com um elenco e equipe estelares que dedicaram 89 dias à essa produção, que foi filmada na Austrália desde janeiro de 2021. Dirigida por Taika Waititi, com roteiro de Waititi e Jennifer Kaytin Robinson, o novo filme do MCU conta com a produção de Kevin Feige e Brad Winderbaum, e Louis D’Esposito, Victoria Alonso, Brian Chapek, Todd Hallowell e Chris Hemsworth são os produtores executivos. 

CRIANÇAS NO SET

A produção também conta com um elenco infantil expressivo, no qual o público pode ver as filhas e filhos dos atores Chris Hemsworth, Natalie Portman, Christian Bale, e do diretor Taika Waititi. Inclusive, o protagonista postou em seu perfil do Instagram uma fotinho da sua filha no set de filmagem.

TRILHA SONORA

“Se ‘Thor: Ragnarok’ foi um álbum de synth-pop dos anos 80, ‘Thor: Amor e Trovão’ é um álbum de metal”, diz o produtor Brad Winderbaum. “Nós sabíamos que queríamos um título que evocasse uma sensação de rock n’roll dos anos 80 e o novo filme de Thor parecia fazer exatamente isso”. A produção conta com músicas icônicas, como: “Our Last Summer”, do ABBA, e “Sweet Child O’Mine”, “Welcome To The Jungle”, “Paradise City”, da banda Guns N’ Roses, que complementam as cenas e fazem toda a diferença na história.


A PRESENÇA DE ZEUS

Enquanto Gorr inicia um caminho mortal pela galáxia, Thor pede ajuda para seus aliados e eles tentam obter o apoio do lendário rei dos deuses, Zeus, interpretado por Russel Crowe. No entanto, o deus maior da mitologia grega passa seus dias vivendo uma vida cheia de excessos e se demonstra indiferente ao crescente número de deuses desaparecidos.

“Eu nunca pensei que veria o dia em que o Russel apareceria na tela com um toque da imagem do ‘Gladiador’, mas com uma pitada totalmente autodepreciativa”, diz Chris Hemsworth. “Ele não se conteve. Eu sou muito fã dele. Sou fã desde que comecei a atuar. Há tanto peso e seriedade nas performances dele e nele, como indivíduo. Mas ao conhecê-lo, ele tem um excelente senso de humor e fez tudo o que o Taika pediu para ele no set; foi fora de série”.


DESTAQUE PARA O VILÃO GORR

Thor enfrentou inúmeros inimigos – desde Laufey, o Rei dos Gigantes de Gelo, até sua irmã Hela, a Deusa da Morte, e Thanos – mas os cineastas escolheram aumentar ainda mais o desafio em “Thor: Amor e Trovão”. “Nós tínhamos que superar a Hela e encontrar um vilão que fosse, de alguma forma, ainda mais extraordinário”, diz o diretor Taika Waititi, “e nós achamos isso em Gorr, que é interpretado pelo incrível Christian Bale”.

“Há muito drama e insanidade em torno de Gorr, mas Christian Bale conseguiu colocar o foco certo em cada momento”, diz Chris Hemsworth. “Você não consegue tirar os olhos dele. O personagem é fascinante, porque, como todos os bons vilões, Gorr tem um pouco de razão. Ele pode não estar agindo do jeito certo, mas existe empatia no roteiro e Christian trouxe muito mais camadas e muito mais profundidade para o Gorr”.

O elenco também ficou surpreso com a performance de Christian Bale. “Todos nós estávamos realmente um pouco assustados na presença de Gorr”, conta Natalie Portman. “Christian como Gorr está hipnotizante. Ele faz aquela coisa que os vilões da Marvel fazem tão bem, que é quando você vê que a vilania deles vem da dor, de algum trauma não muito bem resolvido”, acrescenta Tessa Thompson.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code