Ad Code


'Grande Prêmio do Cinema Brasileiro' premia produções da Globo Filmes, Globo e Canal Brasil

Reprodução

Transmitida ao vivo pelo Canal Brasil, com sinal aberto para não-assinantes no Globoplay, a cerimônia do 21º 'Grande Prêmio do Cinema Brasileiro' consagrou na noite de ontem (10) produções da Globo Filmes, TV Globo e Canal Brasil. O grande vencedor da noite foi 'Marighella', coprodução da Globo Filmes disponível com exclusividade no Globoplay, que levou oito troféus, entre eles o de Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator. 'O Auto da Boa Mentira' venceu na categoria Melhor Filme - Juri Popular e 'Depois A Louca Sou Eu' como Melhor Longa-Metragem Comédia. Outros filmes da produtora também conquistaram prêmios. 'Veneza' ganhou o troféu de Melhor Atriz e 'Turma da Mônica - Lições' levou o prêmio de Melhor Longa Metragem Infantil. 'O Silêncio da Chuva' e 'Doutor Gama', que compõem o catálogo do Globoplay, também foram reconhecidos na premiação com os troféus de Melhor Direção para Daniel Filho e Melhor Atriz Coadjuvante para Zezé Motta, respectivamente.

A TV Globo foi premiada com a quarta temporada da série 'Sob Pressão', que ganhou como Melhor Série Brasileira Ficção, de Produção Independente - TV aberta. Coprodução da Globo e Conspiração, a série, escrita por Lucas Paraizo, com direção artística de Andrucha Waddington, retrata a realidade da saúde pública do Brasil e narra a rotina de uma equipe médica que vive constantemente sob pressão. Na quarta temporada, o público acompanha os novos dramas e casos de urgência que os personagens passam a enfrentar em um novo hospital, dessa vez maior, localizado no Centro do Rio de Janeiro e referência de atendimento na cidade. Todas as temporadas de ‘Sob Pressão’ estão disponíveis no Globoplay.
 
O Canal Brasil também teve produções reconhecidas na premiação. 'Bob Cuspe - Nós Não Gostamos de Gente' ganhou a Menção Honrosa - Melhor Longa-Metragem Animação e Melhor Trilha Sonora. 'Piedade', com Fernanda Montenegro e Cauã Reymond, venceu como Melhor Montagem Ficção. A segunda temporada da série 'Angeli The Killer' levou o prêmio de Melhor Série Brasileira Animação, de Produção Independente - TV Paga/OTT. Produções licenciadas do Canal, 'Yaõkwa Imagem e Memória' ganhou o troféu de Melhor Curta-Metragem Documentário e 'Contos do Amanhã' o de Melhor Efeito Visual. 'Bob Cuspe - Nós Não Gostamos de Gente', ‘Piedade’ e ‘Angeli The Killer’ estão disponíveis no catálogo Globoplay.

O chileno EMA, de Pablo Larraín, vencedor de Melhor Filme Ibero-Americano também pode ser conferido por assinantes Telecine, dentro do Globoplay.

Confira, abaixo, todas as produções reconhecidas da Globo no 21º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro: 

Globo Filmes

MELHOR LONGA-METRAGEM FICÇÃO
● MARIGHELLA, de Wagner Moura.

MELHOR FILME - JÚRI POPULAR
● O Auto da Boa Mentira, de José Eduardo Belmonte.

MELHOR DIREÇÃO
● DANIEL FILHO por O Silêncio da Chuva.

MELHOR PRIMEIRA DIREÇÃO DE LONGA-METRAGEM
● WAGNER MOURA por Marighella.

MELHOR ATOR
● SEU JORGE como Marighella por Marighella.

MELHOR ATRIZ
● DIRA PAES como Rita por Veneza.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
● ZEZÉ MOTTA como Francisca por Doutor Gama.

MELHOR LONGA-METRAGEM COMÉDIA
● DEPOIS A LOUCA SOU EU, de Julia Rezende.

MELHOR LONGA-METRAGEM INFANTIL
● TURMA DA MÔNICA – LIÇÕES, de Daniel Rezende.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
● FELIPE BRAGA E WAGNER MOURA - adaptado da obra "Marighella: O
Guerrilheiro que Incendiou o Mundo", de Mario Magalhães - por Marighella.

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
● ADRIAN TEIJIDO, ABC, por Marighella.

MELHOR SOM
● GEORGE SALDANHA, ABC, ALESSANDRO LAROCA, EDUARDO
VIRMOND LIMA E RENAN DEODATO por Marighella.

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
● FREDERICO PINTO, ABC por Marighella.

MELHOR MAQUIAGEM
● MARTÍN MACÍAS TRUJILLO por Veneza.

MELHOR FIGURINO
● VERÔNICA JULIAN por Marighella.

TV Globo

MELHOR SÉRIE BRASILEIRA FICÇAO, DE PRODUÇÃO INDEPENDENTE - TV
ABERTA
● SOB PRESSÃO – 4ª TEMPORADA (Globo). Direção Geral: Andrucha
Waddington. Produtora Brasileira Independente: Conspiração.

Canal Brasil

MENÇÃO HONROSA – LONGA-METRAGEM ANIMAÇÃO
● BOB CUSPE – NÓS NÃO GOSTAMOS DE GENTE, de Cesar Cabral.

MELHOR TRILHA SONORA
● ANDRÉ ABUJAMRA E MÁRCIO NIGRO por Bob Cuspe - Nós Não Gostamos
de Gente.

MELHOR MONTAGEM FICÇÃO
● KAREN HARLEY, EDT por Piedade.

MELHOR SÉRIE BRASILEIRA ANIMAÇÃO, DE PRODUÇÃO INDEPENDENTE -
TV PAGA/OTT
● ANGELI THE KILLER – 2ª TEMPORADA (Canal Brasil). Direção Geral: Cesar
Cabral. Produtora Brasileira Independente: Coala Produções Audiovisual.

Produções licenciadas Canal Brasil

MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
● YAÕKWA, IMAGEM E MEMÓRIA, de Rita Carelli e Vincent Carelli.

MELHOR EFEITO VISUAL
● PEDRO DE LIMA MARQUES por Contos do Amanhã.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code