Ad Code

Ronaldo Leitão, personagem de Álamo Facó em 'Arcanjo Renegado', agora é dono de um coletivo de comunicação

Divulgação/César Diórgenes

Jornalista investigativo, defensor dos direitos humanos, que trabalha no combate à corrupção. Esse é Ronaldo Leitão, personagem do ator Álamo Facó em 'Arcanjo Renegado', série Original Globoplay cuja segunda temporada chega dia 25 de agosto na plataforma. 
 
Enquanto na primeira temporada Ronaldo Leitão liderou o canal ‘Rio Sob Custódia’, nesta nova fase ele é dono de um coletivo de comunicação chamado ‘Contexto’, que passa a contar com uma equipe dedicada e por onde alcança ainda mais visibilidade para os seus projetos de mídia que continuam envolvendo temas políticos espinhosos e pessoas poderosas. “A segunda temporada traz um Ronaldo mais seguro, mais próspero e com mais seguidores. O que, automaticamente, o torna alvo ainda mais fácil, exigindo atenção à sua própria segurança. Ele está mais maduro em relação aos seus projetos, às aventuras que se envolve e os desdobramentos delas”, revela Álamo Facó.   
 
Fora isso, a amizade entre Ronaldo e Mikhael (Marcello Melo Jr) - que já vinha crescendo na trama - se torna ainda mais consolidada. “Estamos falando de personagens com trajetórias opostas. Mikhael é um sargento em conflito interno com as suas crenças enquanto policial. E o Ronaldo surge para despertar no Mikhael uma série de questionamentos, perguntas e reflexões. Eu acredito que a evolução na relação dos dois é fundamental para o telespectador poder ouvir e entender diferentes pontos de vista sobre uma mesma cidade. Ambos têm suas causas e suas consequências”, completa. 
 
Logo no primeiro episódio da nova temporada, a proximidade entre Mikhael e Ronaldo já começa a se aprofundar. É que o protagonista, após passar anos integrando um grupo militar privado, resolve voltar ao Brasil quando fica sabendo que o jornalista e, agora amigo, corre perigo de vida. Cenas de muita aventura e emoção prometem embalar a trama. 
 
Arcanjo Renegado’ é uma série Original Globoplay produzida pelo AfroReggae Audiovisual, em parceria com a produtora Paranoid BR e o Globoplay. Tem criação de José Júnior; direção geral de Heitor Dhalia; direção de André Godoi e Vellas; roteiro de José Junior, Gabriel Maria, Gustavo Rademacher e Bárbara Velloso; e produção de Heitor Dhalia e Egisto Betti. No elenco, talentos como Marcello Melo Junior, Erika Januza, Álamo Facó, Rita Guedes, Flavio Bauraqui, Leonardo Brício, Thelmo Fernandes, Cris Vianna, Otto Jr, Ludmilla, Tatsu Carvalho, Bruno Mazzeo, Dilsinho Oliveira, Gabriela Loran, Lea Garcia, Gabriel Sabino, Luciana Bezerra, Aline Borges, Karen Motta, Fabio Nascimento, Robson Rodrigues, Renato Régis, Zezé Motta, Dani Galli, Leynar Gomez, Angela Paz e Jimmy London. Com 10 episódios ao total, terá a estreia dos quatro primeiros no dia 25/8, seguindo com publicações semanais às quintas-feiras, com dois episódios por semana. Já a primeira temporada completa de Arcanjo Renegado, está com acesso liberado para não assinantes logados até amanhã, dia 25 de agosto.
 
Entrevista com Álamo Facó

Na primeira temporada, o Ronaldo passou por momentos marcantes na evolução da trama e já começa com um grande protagonismo no desdobramento da segunda. Como você avalia essa evolução?
Fico muito feliz com essa evolução e eu avalio que ela vem se dando como algo inédito nesse gênero. Nós já conhecíamos o audiovisual contado por um policial que precisa vencer a guerra do dia a dia na cidade do Rio, mas não conhecíamos em audiovisual a história de um policial que está em conflito interno com suas crenças enquanto policial. Acredito que o Ronaldo surge para despertar no Mikhael esse tipo de questionamento, esse tipo de pergunta, esse tipo de reflexão.
 
Conte um pouco sobre a ‘nova’ fase do seu personagem. 
O Ronaldo aparece mais seguro e próspero, com mais seguidores, com mais conhecimento. Eu não quero dar spoiler, mas à medida em que ele cresce para os fãs do seu jornal e sua página, também se torna um alvo fácil para seus inimigos, o que exige dele atenção redobrada à sua segurança. Ele vem mais maduro em relação aos projetos que se envolve, às aventuras e os desdobramentos delas.
 
Como é para você dar vida a um personagem que tem um papel de grande relevância social na trama e que propõe a reflexão do público?
Para mim é uma honra. Eu sou um ativista ambiental, um aliado das causas indígenas, da luta indígena. Me sinto em um trabalho onde a minha alma, o meu intelecto e a minha emoção estão comprometidos integralmente. 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code