Ad Code


''MasterChef Profissionais'' estreia 4ª temporada trazendo novos desafios, jurados no comando de provas de serviço e três eliminações já no primeiro episódio

Divulgação Melissa Haidar/Band

Doze chefs vindos dos quatro cantos do país. Eles têm experiência, sede para mostrar seus talentos, amplo repertório gastronômico e muito equilíbrio para lidar com toda a pressão até serem desafiados a fazer algo que os tiram do eixo. Num clima de competitividade exacerbada, a Band estreia na próxima terça-feira, 13 de setembro, a quarta temporada do MasterChef Profissionais, que contará com nove episódios. O programa também será exibido toda sexta-feira, às 18h25, no canal Discovery Home & Health e on-demand no discovery+ a partir do dia 16. O público ainda pode acompanhar a atração pelo YouTube oficial.

Depois de quatro anos longe das noites de terça-feira, a versão voltada para chefs trará provas com complexidades distintas. A gastronomia foi um dos setores que mais sofreu mudanças nos últimos dois anos devido à pandemia. Os profissionais de cozinha tiveram de elaborar novas estruturas de negócio e criar outros modos de se relacionar com o cliente e de pensar a comida. São essas pessoas que souberam se reinventar e se adaptar em meio à crise que estarão na nova edição. Gente que sempre teve talento, mas aprendeu que só isso não basta. É preciso estar pronto para enfrentar qualquer perrengue e fazer o melhor com o que a vida oferece.

''Muitos sotaques vão se cruzar na luta para demonstrar quem é o melhor. Tem participante com restaurantes estrelados no currículo, como o Gordon Ramsay [gerido pelo chef de mesmo nome que também é jurado do MasterChef EUA], além de jovens que descobriram a profissão há pouco tempo. Um deles, que mora no exterior, largou tudo para voltar ao Brasil especialmente para testar suas habilidades'', adianta Marisa Mestiço, diretora do talent show.

Com personalidades fortes e acostumados a não dividir as panelas com ninguém, os competidores têm entre 23 e 43 anos e garantem que vão fazer tudo para levar os prêmios e o sonhado troféu para a casa. A quarta temporada marca ainda a volta do vestiário, onde os cozinheiros se preparam para enfrentar todos os desafios e mostram como se comportam fora da tensão da cozinha. ''O MasterChef Profissionais é um formato já consagrado e envolve muito risco. Quando estamos falando com um cozinheiro profissional, que já tem o próprio restaurante, e ele sai dessa zona de conforto disposto a ser julgado por outros chefs que são colegas de profissão, isso gera uma competitividade ainda maior entre eles e mais emoção para quem está em casa assistindo'', enfatiza a apresentadora Ana Paula Padrão.

Estreante na versão Profissional, Helena Rizzo, uma das maiores chefs do mundo, não vai pegar leve. ''São pessoas que vêm mais preparadas para a pressão, então podemos cobrar um pouco mais, mas sem ofender ninguém. Na minha cozinha, nos momentos em que precisei ser mais enfática, eu fui. Acho que agredir alguém com palavras tem muito mais a ver com um descontrole do líder do que do funcionário. Não é uma competição de ego ou de quem manda e quem obedece. Estamos falando de um espaço onde você deve orquestrar e todo mundo dar o melhor de si'', pontua.

Erick Jacquin espera encontrar candidatos que saiam da zona de conforto. ''Não quero nada prático. O MasterChef Profissionais pede provas mais complicadas, mas espero que os competidores saibam lidar com as dificuldades e tragam receitas surpreendentes'', diz o francês.

Henrique Fogaça compartilha do mesmo pensamento. ''Cada ano que passa a régua de exigências vai aumentando. Os participantes já chegam com sangue nos olhos, então acredito que será uma temporada mais bruta''.

De fato, é um jogo que não permite erros. Quem quiser seguir adiante terá de mostrar o seu melhor porque qualquer deslize pode colocar tudo a perder. E como essa é uma disputa que exige o máximo dos concorrentes desde o início, três cozinheiros irão embora já no primeiro episódio. Depois disso, semana a semana, um participante será eliminado até que somente os dois melhores cheguem à grande final.

Ao longo da edição, os concorrentes terão desafios que somente quem tem muita experiência em uma cozinha vai conseguir superar. As provas vão de grandes clássicos da gastronomia mundial, pratos com língua de boi, cabeça de peixe, coração e cérebro, até as receitas regionais cheias de brasilidade. Será preciso lidar com animais inteiros e com muitos insumos inusitados e exóticos. Na área mais temida pelos competidores, a confeitaria, eles deverão transformar quiabo, jiló e rabanete em sobremesas de dar água na boca.

Em um dos episódios, os participantes serão desafiados pelo premiado chef espanhol Joan Roca, detentor de três estrelas Michelin. As provas de serviço, com os cardápios dos jurados, também estão garantidas. Erick Jacquin, Helena Rizzo e Henrique Fogaça vão criar um menu autoral para que os concorrentes façam uma reprodução perfeita de suas obras. Além de surpreender o próprio criador da iguaria, eles ainda terão de servir os maiores influenciadores digitais da área gastronômica e ex-participantes emblemáticos que já vivenciarem a disputa anteriormente. Tudo isso com a liderança do próprio jurado como comandante da equipe. Pela primeira vez, os telespectadores verão Helena conduzindo a cozinha em meio à correria e caos da competição em uma verdadeira guerra contra o tempo. E ainda o maior confronto de todos os tempos: uma prova de serviço onde Fogaça e Jacquin, dois gigantes da gastronomia brasileira, se enfrentam para mostrar quem é o melhor.

Conheça os 12 participantes:

Ananda
27 anos/ Santos (SP)


Caiçara de Santos, litoral paulista, a profissional gostava de cuidar de caranguejos antes de serem cozinhados quando era criança. É bastante criativa, intuitiva e versátil. Já praticou natação, cursou artes, mas só se encontrou na gastronomia. Tem como hobby visitar museus pelo silêncio e calmaria que o ambiente lhe traz. Já trabalhou no estrelado restaurante DOM, de Alex Atala, com o chef Marcelo Corrêa Bastos e também na Argentina. Atualmente, faz parte da equipe do restaurante Charco. Se diz maníaca por organização: se alguém bagunça seu espaço, o bicho pega! Veio para o MasterChef Profissionais para mostrar seu talento e representar jovens mulheres que precisam de mais voz na cozinha.  

Cláudia
48 anos/ Aracaju (SE)


Claudinha, como gosta de ser chamada, é pura vaidade e energia nordestina. Uma mãe muito amorosa e determinada, que começou a estudar culinária aos 40 anos. Com oito anos de profissão, já trabalhou nos Estados Unidos e na Coreia do Sul, foi professora de gastronomia e atualmente cuida de seu bistrô. Concorreu ao prêmio Dólmã em 2022 e foi chamada pelo Itamaraty para representar as iguarias de Sergipe em 2023. Veio para o MasterChef Profissionais para mostrar a cozinha de seu estado e apresentar todo o repertório que acumulou mundo afora, destacando o poder da mulher nordestina.  

Diego
41 anos/ São Paulo (SP)


Desde criança vivendo entre mulheres fortes e de intensa ligação com a culinária, acumula mais de 20 anos de experiência na gastronomia. Viajou o mundo em busca de conhecimento, passando por restaurantes com estrela Michelin e trabalhando com grandes nomes, como Alex Atala, Carla Pernambuco, Sergio Arno e Gordon Ramsay, jurado do MasterChef nos Estados Unidos. Em uma de suas viagens para a África conheceu a Angola, onde aprendeu a preparar diversas carnes exóticas e entendeu como a cultura do alimento forma uma nação. Com toda essa bagagem acumulada, cheio de técnica e pronto para alçar novos voos, o paulistano promete encarar de frente os desafios dessa intensa competição.

Ellen
24 anos/ Olinda (PE) 


Vem colocar o tempero pernambucano na disputa. Apaixonada por culinária desde cedo e grande fã do MasterChef, viu no programa uma inspiração. Na época, seu pai era um cozinheiro de mão cheia e hoje a jovem de apenas 24 anos honra a memória dele à boca do fogão. Sorridente e comunicativa, quer provar que não tem medo dos chefs com mais experiência do que ela. Com base forte na gastronomia nordestina, já chefiou a cozinha de uma famosa pousada em Fernando de Noronha e também se garante como grande parrillera. Promete que tempero nunca vai faltar nos seus preparos e trilha sonora também não! Vai cantar muito e abalar as estruturas do MasterChef Profissionais.  

Enzo
23 anos/ Santa Maria (RS)


É o mais jovem na cozinha do MasterChef Profissionais e quer mostrar todo foco que um autodidata precisa para se destacar. Nos livros gastronômicos encontrou sua paixão e não teme os mais experientes. Começou sua trilha de sucesso na famosa Praia do Rosa, em Santa Catarina, ainda como lavador de pratos. Aos poucos foi se destacando e subindo de cargo até se tornar um cozinheiro de destaque, inclusive dando consultoria a restaurantes da região. Aventureiro, o jovem prodígio deu um "até breve" às praias para tentar a vida em São Paulo, trabalhando com os ingredientes que mais gosta no restaurante Churrascada do Mar. Tem um pezinho na comida contemporânea e aposta em sua personalidade forte para ir longe na competição. Não quer seguir um padrão, é contestador e está pronto para mostrar que idade e currículo não fazem campeões. 

Hichel
43 anos/ Sorocaba (SP)


Gaúcho com fama de marrento, começou a carreira trabalhando em restaurantes renomados de Porto Alegre, sua cidade natal, e hoje dá aulas e coordena cinco estabelecimentos no interior de São Paulo. Para ele, a maior realização foi ter criado sua cozinha móvel, um equipado foodtruck, onde tem liberdade de transitar pelas ruas e também pelos mais diferentes estilos de gastronomia. E se alguém pergunta pelo cardápio, ele responde: “É o que eu estou afim de cozinhar hoje”. Muito competitivo, é fanático pelo Grêmio. O competidor diz que não gosta de levar desaforo para casa, mas deseja encarar o MasterChef Profissionais com bom humor, como uma partida de futebol entre amigos.  

Luciane
36 anos/ São Paulo (SP) 


Aposta no seu repertório de gastronomia saudável para se destacar no MasterChef Profissionais. Começou sua carreira em Londres e trabalhou em diferentes restaurantes por toda a Europa. No Brasil, é chef executiva há dez anos da rede de restaurantes Frutaria São Paulo. Com uma carreira bem-sucedida e uma rotina intensa, não é do tipo que acata ordens na cozinha. Geniosa e comunicativa, não tem medo de se impor e falar o que pensa. Acredita que sua facilidade com a liderança vai ajudá-la a levar o troféu para casa.

Marcelus
37 anos/ Natal (RN)


Vem de uma família formada por dentistas e chefs, mas acabou optando pelo lado da gastronomia. Gosta de games, filmes e motos antigas. Passou por restaurantes em Belém, Florianópolis, Estados Unidos e atualmente chefia o Bule, no litoral potiguar. Dentro da cozinha é muito organizado e quase tem obsessão por limpeza. No programa, quer mostrar seu trabalho individual por acreditar que dentro de uma cozinha nem sempre se conquista o reconhecimento necessário.  

Marília
37 anos/ Recife (PE) 


Quem ouve a voz pode se confundir sobre sua origem. A recifense mora em Lisboa há quatro anos e tem um "bocadinho" de sotaque português em seu vocabulário. Mas Portugal não é o único lugar que ela conheceu. Trabalhando em uma companhia aérea, viajou para mais de 40 países e acabou se apaixonando pela gastronomia. Largou a carreira e embrenhou-se na cozinha, o que acabou levando a pernambucana a se aventurar em solo português. Bastante competitiva e determinada, vai usar a força que ganha no crossfit como motor para levar o cobiçado troféu do MasterChef Profissionais para o nordeste. 

Thalyta
30 anos/ Porto Alegre (RS) 


Começando a carreira pela França, deixou sua marca em restaurantes e institutos renomados em Paris. Com o francês na ponta da língua, viajou para o Canadá, trabalhando com influências franco-italianas em um famoso hotel. Bastante calma, organizada e consciente, largou a vida nas cozinhas por dois anos para se dedicar à produção de conteúdo gastronômico nas redes sociais. Provando que tamanho não é documento, está pronta para vestir a dólmã mais uma vez e garante que, em seu habitat natural, vira uma gigante. A gaúcha promete delicadeza e muita personalidade na cozinha e garante que vai conquistar o paladar dos jurados com suas invenções.  

Thyago
39 anos/ Maringá (PR) 


Quem vê sua aparência tranquila não imagina o quanto ele é competitivo. Praticante de artes marciais por muitos anos, é focado e disciplinado também na cozinha. Ex-fisioterapeuta, sua paixão pela culinária o ajudou a superar o luto pelo irmão e deu um grande impulso para mudar de carreira. Estudou gastronomia na Itália, trabalhou em restaurantes por toda a Europa, alguns com estrela Michelin, e depois enriqueceu ainda mais seu repertório morando por um tempo na Austrália. Atualmente, é gestor em um restaurante em Maringá, dá aulas e vende massas, um de seus pontos fortes. É com esta bagagem internacional que busca ganhar a maior competição gastronômica do mundo. 

Wilson
39 anos/ Rio de Janeiro (RJ)


Grande no tamanho, no coração e nos temperos, é chef de cozinha em um famoso hotel da Cidade Maravilhosa. Muito do que sabe aprendeu durante sua morada nos Estados Unidos, quando era adolescente. Começou no salão como garçom e aos poucos foi conquistando seu espaço na cozinha. Convivia com famílias locais e entendeu a importância da culinária carregada de ancestralidade e que hoje é enraizada em sua vida. Com essas experiências, carrega fortes referências da soul food norte-americana e vai usar toda a sua bagagem para conquistar os jurados. Promete enfrentar de peito aberto os desafios do MasterChef Profissionais como tudo o que faz na vida.

Premiação

Além do troféu MasterChef Profissionais 2022, grande símbolo do melhor chef do Brasil, o campeão leva para casa um prêmio de R$ 300 mil e um Mitsubishi Eclipse Cross 2023, um SUV com design renovado, repleto de tecnologia e conforto. A Britânia ainda vai presenteá-lo com 20 produtos para deixar a cozinha completa. Johnnie Walker, Tanqueray e Smirnoff oferecerão um home bar e um curso de mixologia para torná-lo um expert em harmonização de receitas com drinks.

Criado por Franc Roddam, o formato MasterChef Profissionais é representado internacionalmente pela Banijay. O programa é uma produção da Endemol Shine Brasil para a Band e para o Discovery Home & Health. O talent show vai ao ar toda terça-feira, às 22h30, na tela da Band, com transmissão simultânea no Band.com.br e no aplicativo BandPlay. A atração também é exibida toda sexta-feira, às 18h25, no canal Discovery Home & Health e on-demand no discovery+. 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code