Canal Brasil - Destaques da programação de 24 a 30 de outubro

Divulgação

Confira os destaques da programação do Canal Brasil de 24 a 30 de outubro.

SEGUNDA-FEIRA, 24 DE OUTUBRO

MILTON E O CLUBE DA ESQUINA
PRINCIPAL
Episódio: Uma Nova Sonoridade
Horário: Segunda, 24/10, às 21h 
Rebatidas: Terça, 25/10, às 13h30; quinta, 27/10, às 6h; e domingo, 30/10, às 10h15
Classificação: Livre

Sinopse: A série original Canal Brasil lembra a formação do Clube da Esquina, um dos mais importantes fenômenos musicais da nossa história, e traz novas versões para clássicos eternizados pelo grupo. Os episódios trazem histórias de bastidores, fotos raras do acervo dos artistas e a biografia de Milton Nascimento e Lô Borges. Gabriel Leone conduz as entrevistas com os artistas e convidados especiais, como Ney Matogrosso, Samuel Rosa, Seu Jorge, Criolo, Iza, Maria Gadu e Gal Costa. Cada memória traz uma preciosidade da esquina mais genial da música brasileira.  Na bucólica paisagem do grandioso estúdio isolado nas montanhas mineiras, Milton e a banda se reúnem para criar versões inéditas de clássicos como “Clube da Esquina Nº 2”, “Maria, Maria”, “Travessia”, “O Trem Azul”, ”Cravo e Canela” e “Nada Será como Antes”. Cada convidado lembra sua relação com o Clube da Esquina, suas influências e trazem novos timbres a músicas eternas.

Neste episódio: Milton Nascimento lembra o período com a família Borges em “Mar Azul” e a certeza de que gravariam um disco. Ele recebe Lô Borges, Iza e Gabriel Leone e, juntos, concebem versões de clássicos de Bituca. 

DATES, LIKES E LADRILHOS
INÉDITO
Episódio: Ricardo
Horário: Segunda, 24/10, às 21h30
Rebatidas: Terça, 25/10, às 14h; quinta, 27/10, às 6h35; sexta, 28/10, às 6h50 e às 13h45; domingo, 30/10, às 9h50; e segunda, 31/10, às 13h45
Classificação: 12 anos

Sinopse: Durante a pandemia de Covid-19, Juliana tenta manter a sanidade e encontrar o amor sem sair de casa. No primeiro episódio, a jovem recebe conselhos amorosos de uma vidente. 

Neste episódio: “O homem da sua vida gosta de ladrilhos”. A fala da vidente Esmeralda não sai da cabeça de Juliana após receber uma encomenda. A jovem enfim consegue falar com a sua terapeuta. 

LARICA TOTAL
PRINCIPAL
Episódio: Festa Sul Americana do Sul
Horário: Segunda, 24/10, às 21h40
Rebatidas: Sábado, 29/10, às 13h30; e domingo, 30/10, às 9h30
Classificação: 12 anos

Sinopse: Está de volta ao Canal Brasil a terceira e última temporada da sátira a programas de culinária descolados exibidos por canais de televisão por assinatura. Ao contrário dos apresentadores experientes, treinados nas cozinhas de sofisticados restaurantes –, Paulo Oliveira (Paulo Tiefenthaler) é um solteirão que se vira como pode. Seu objetivo é apresentar receitas de pratos fáceis, capazes de satisfazer pessoas sem paciência, vontade, ingredientes ou equipamentos adequados no preparo de refeições.

Neste episódio: Nosso chef recebe cinco telespectadores para uma festa americana, daquelas em que cada convidado leva uma receita diferente. Juntos, eles irão ensinar o público a preparar um saboroso guacamole. 

COLÔNIA
PRINCIPAL
Episódio: Samba no Escuro
Horário: Segunda, 24/10, às 22h15
Rebatidas: Sexta, 28/10, às 5h30
Classificação: 16 anos

Sinopse: Série original Canal Brasil que retrata a história do hospício Colônia de Barbacena, hospício que existiu por quase um século, através das aventuras da personagem Elisa, vítima, como tantos outros, de uma internação injustificada. 

Neste episódio: Elisa está inconformada com o comportamento da mãe. O major do Exército promete investimentos no hospício. Pedro busca informações sobre o paradeiro da amada. 

NOTURNOS
PRINCIPAL
Episódio: Os Ossos do Ofício
Horário: Segunda, 24/10, às 22h50
Rebatidas: Quarta, 26/10, às 5h30; e segunda, 31/10, à 1h25
Classificação: 16 anos

Sinopse: A série “Noturnos” vai explorar um lado menos popular, mas fascinante da obra de Vinícius de Moraes. Os episódios adaptam poemas e contos curtos do Poetinha num gênero surpreendente: o terror. Com narrativas sombrias, a minissérie tem seis episódios e cada um deles  tem uma história independente, mas os personagens e a narrativa estão interligados - presos num teatro por conta de uma tempestade que inundou a cidade, os atores de uma cia. teatral trocam experiências e histórias que fazem referência a vários subgêneros dentro do terror, do gore ao psicológico. A partir de uma ideia original de Renato Fagundes, a criação e direção-geral é da dupla Marco Dutra & Caetano Gotardo (de As Boas Maneiras). Escritos por Caetano Gotardo, Marco Dutra, Gustavo Vinagre e Alice Marcone, em "Noturnos" cada episódio tem um diretor convidado, todos surgidos na nova geração terror nacional. Fazem parte da lista nomes como Gabriela Amaral Almeida, Vinícius Silva e Rodrigo Aragão. No elenco, intérpretes como Andrea Marquee, Ícaro Silva, Marjorie Estiano, Rafael Losso e Vaneza Oliveira, entre outros.

Neste episódio: Um mestre de obras é usado como escudo para manter os privilégios dos patrões e as péssimas condições de trabalho. Após diversos acidentes, os operários querem vingança.   

ANJO LOIRO COM SANGUE NO CABELO
PRINCIPAL
Episódio: Anjo Loiro com Sangue no Cabelo
Horário: Segunda, 24/10, às 23h30
Rebatidas:  Quinta, 27/10, às 5h15; e sexta, 28/10, às 22h10
Classificação: 14 anos

Sinopse: Sônia, uma jovem atriz, volta ao Rio de Janeiro depois da notícia da morte de seu pai e descobre que herdou um velho cinema em ruínas no centro da cidade. A partir daí, Sônia começa a investigar o passado de sua mãe, uma famosa atriz do cinema brasileiro, desaparecida no final dos anos 80.

Neste episódio: Helena e Rafael estão preocupados com a intromissão de Sonia acerca de acontecimentos do passado. Uma grande revelação é feita na exibição do último capítulo da novela. 

TERÇA-FEIRA, 25 DE OUTUBRO
  
SOBREPOSTAS
PRINCIPAL
Episódio: Relacionamento
Horário: Madrugada de segunda (24/10) para terça (25/10), à 0h25
Rebatidas: Sexta, 28/10, às 5h; domingo, 30/10, às 2h15; e segunda, 31/10, à 1h10
Classificação: 18 anos

Sinopse: A cada programa, Ana Cañas recebe convidadas em uma casa para conversarem sobre temas relacionados à sexualidade e a energia que nos motiva a encontrar contato, prazer e intimidade. Um espaço seguro, de escuta e troca. A abordagem dos temas não se dará sob o olhar do estranho – como algo a ser desvendado pelo olhar de especialistas, mas sob a perspectiva de mulheres cis e trans que são protagonistas das suas próprias narrativas. As trocas têm o intuito de naturalizar o assunto, incentivando-as a olhar para suas (nossas) questões e estimular a confiança  para nos autorrevelarmos. Sobrepostas é um convite para mulheres de todas as idades resgatarem suas próprias memórias da iniciação sexual, passando pelos momentos de excitação, frustração, autoconhecimento, desejo e fantasias, incentivando a conversa de forma natural e acolhedora.

Neste episódio: Ana Cañas recebe convidadas para conversarem sobre temas relacionados à sexualidade e a energia que nos motiva a encontrar prazer. Na estreia, Luedji Luna conta sobre as suas primeiras experiências. 

NOITES DE FESTIVAL
PRINCIPAL
Episódio: A Origem: "Arrastão" e "Saveiros"
Horário: Terça, 25/10, às 19h
Rebatidas:  Quarta, 26/10, às 7h; e segunda, 31/10, às 15h30
Classificação: Livre

Sinopse: A série promove um profundo mergulho em imagens de arquivo e traz entrevistas especiais com ícones dos palcos para mostrar como os festivais de música popular brasileira foram fundamentais para o surgimento de novos talentos. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque, entre outros, lembram suas participações no evento, as polêmicas geradas a cada apresentação e os momentos diversos vividos nos bastidores do evento. Cada capítulo passeia cronologicamente pelos especiais rememorando seus capítulos mais marcantes. Há menções à avassaladora performance de Elis Regina em Arrastão, que levou o primeiro prêmio; o embate entre A Banda, de Chico Buarque, e Disparada, de Theo de Barros e Geraldo Vandré, defendida por Jair Rodrigues; o lendário e raivoso discurso de Caetano Veloso depois da apresentação de É Proibido Proibir, ao lado de Os Mutantes, e o encontro da música com política e música com Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, entre outras cenas que eternizaram os festivais na história da televisão e da música brasileira. Série levemente inspirada no livro "A Era dos Festivais - Uma Parábola", de autoria de Zuza Homem de Melo.

Neste episódio: A série documental do Canal Brasil revisita a história da chamada "Era dos Festivais". No primeiro episódio, a avassaladora performance de Elis Regina e as vaias à Nana Caymmi. 

NOITES DE FESTIVAL
PRINCIPAL
Episódio: A Disputa: "A Banda" e "Disparada"
Horário: Terça, 25/10, às 19h30
Rebatidas:  Quarta, 26/10, às 7h30; e segunda, 31/10, às 16h
Classificação: Livre

Sinopse: A série promove um profundo mergulho em imagens de arquivo e traz entrevistas especiais com ícones dos palcos para mostrar como os festivais de música popular brasileira foram fundamentais para o surgimento de novos talentos. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque, entre outros, lembram suas participações no evento, as polêmicas geradas a cada apresentação e os momentos diversos vividos nos bastidores do evento. Cada capítulo passeia cronologicamente pelos especiais rememorando seus capítulos mais marcantes. Há menções à avassaladora performance de Elis Regina em Arrastão, que levou o primeiro prêmio; o embate entre A Banda, de Chico Buarque, e Disparada, de Theo de Barros e Geraldo Vandré, defendida por Jair Rodrigues; o lendário e raivoso discurso de Caetano Veloso depois da apresentação de É Proibido Proibir, ao lado de Os Mutantes, e o encontro da música com política e música com Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, entre outras cenas que eternizaram os festivais na história da televisão e da música brasileira. Série levemente inspirada no livro "A Era dos Festivais - Uma Parábola", de autoria de Zuza Homem de Melo.

Neste episódio: O episódio relembra o histórico embate protagonizado por Jair Rodrigues e Chico Buarque na segunda edição do “Festival de MPB”, interpretando as canções “Disparada” e “A Banda”. 

QUARTA-FEIRA, 26 DE OUTUBRO

NOITES DE FESTIVAL
PRINCIPAL
Episódio: A Revolução Musical: "É Proibido Proibir"
Horário: Quarta, 26/10, às 19h
Rebatidas:  Quinta, 27/10, às 7h; e terça, 01/11, às 15h30
Classificação: Livre

Sinopse: A série promove um profundo mergulho em imagens de arquivo e traz entrevistas especiais com ícones dos palcos para mostrar como os festivais de música popular brasileira foram fundamentais para o surgimento de novos talentos. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque, entre outros, lembram suas participações no evento, as polêmicas geradas a cada apresentação e os momentos diversos vividos nos bastidores do evento. Cada capítulo passeia cronologicamente pelos especiais rememorando seus capítulos mais marcantes. Há menções à avassaladora performance de Elis Regina em Arrastão, que levou o primeiro prêmio; o embate entre A Banda, de Chico Buarque, e Disparada, de Theo de Barros e Geraldo Vandré, defendida por Jair Rodrigues; o lendário e raivoso discurso de Caetano Veloso depois da apresentação de É Proibido Proibir, ao lado de Os Mutantes, e o encontro da música com política e música com Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, entre outras cenas que eternizaram os festivais na história da televisão e da música brasileira. Série levemente inspirada no livro "A Era dos Festivais - Uma Parábola", de autoria de Zuza Homem de Melo.

Neste episódio: O episódio aborda o surgimento do movimento Tropicalista e as históricas apresentações de Caetano Veloso e Gilberto Gil no Festival Internacional da Canção de 1968. 

NOITES DE FESTIVAL
PRINCIPAL
Episódio: A Revolução Política: "Pra Não Dizer que Não Falei das Flores"
Horário: Quarta, 26/10, às 19h30
Rebatidas:  Quinta, 27/10, às 7h30; e terça, 01/11, às 16h
Classificação: Livre

Sinopse: A série promove um profundo mergulho em imagens de arquivo e traz entrevistas especiais com ícones dos palcos para mostrar como os festivais de música popular brasileira foram fundamentais para o surgimento de novos talentos. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque, entre outros, lembram suas participações no evento, as polêmicas geradas a cada apresentação e os momentos diversos vividos nos bastidores do evento. Cada capítulo passeia cronologicamente pelos especiais rememorando seus capítulos mais marcantes. Há menções à avassaladora performance de Elis Regina em Arrastão, que levou o primeiro prêmio; o embate entre A Banda, de Chico Buarque, e Disparada, de Theo de Barros e Geraldo Vandré, defendida por Jair Rodrigues; o lendário e raivoso discurso de Caetano Veloso depois da apresentação de É Proibido Proibir, ao lado de Os Mutantes, e o encontro da música com política e música com Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, entre outras cenas que eternizaram os festivais na história da televisão e da música brasileira. Série levemente inspirada no livro "A Era dos Festivais - Uma Parábola", de autoria de Zuza Homem de Melo.

Neste episódio: O episódio relembra a interferência da censura no Festival Internacional da Canção de 1968 com o segundo lugar da música “Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores”, de Geraldo Vandré. 

FAIXA MUSICAL
PRINCIPAL
Episódio: Milton Nascimento - Uma Travessia
Horário: Terça, 26/10, às 22h
Classificação: Livre

Sinopse: Milton Nascimento revisita momentos marcantes da sua trajetória. O cantor interpreta clássicos como “Clube da Esquina 2”, “O Trem Azul” e “Canção da América”. 

QUINTA-FEIRA, 27 DE OUTUBRO

NOITES DE FESTIVAL
PRINCIPAL
Episódio: O Princípio Do Fim: "Sabiá" 
Horário: Quinta, 27/10, às 19h
Rebatidas: Sexta, 28/10 às 7h; e quarta, 02/11, às 15h30
Classificação: Livre

Sinopse: A série promove um profundo mergulho em imagens de arquivo e traz entrevistas especiais com ícones dos palcos para mostrar como os festivais de música popular brasileira foram fundamentais para o surgimento de novos talentos. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque, entre outros, lembram suas participações no evento, as polêmicas geradas a cada apresentação e os momentos diversos vividos nos bastidores do evento. Cada capítulo passeia cronologicamente pelos especiais rememorando seus capítulos mais marcantes. Há menções à avassaladora performance de Elis Regina em Arrastão, que levou o primeiro prêmio; o embate entre A Banda, de Chico Buarque, e Disparada, de Theo de Barros e Geraldo Vandré, defendida por Jair Rodrigues; o lendário e raivoso discurso de Caetano Veloso depois da apresentação de É Proibido Proibir, ao lado de Os Mutantes, e o encontro da música com política e música com Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, entre outras cenas que eternizaram os festivais na história da televisão e da música brasileira. Série levemente inspirada no livro "A Era dos Festivais - Uma Parábola", de autoria de Zuza Homem de Melo.

Neste episódio: O episódio caminha pelo histórico Festival Internacional da Canção de 1968 e a polêmica vitória inundada de vaias da canção “Sabiá”, de Chico Buarque e Tom Jobim. 

NOITES DE FESTIVAL
PRINCIPAL
Episódio: O Fim da Era: De “Sinal Fechado” a “Fio Maravilha”
Horário: Quinta, 27/10, às 19h25
Rebatidas:  Sexta, 28/10, às 7h25; e quarta, 02/11, às 15h55
Classificação: Livre

Sinopse: A série promove um profundo mergulho em imagens de arquivo e traz entrevistas especiais com ícones dos palcos para mostrar como os festivais de música popular brasileira foram fundamentais para o surgimento de novos talentos. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque, entre outros, lembram suas participações no evento, as polêmicas geradas a cada apresentação e os momentos diversos vividos nos bastidores do evento. Cada capítulo passeia cronologicamente pelos especiais rememorando seus capítulos mais marcantes. Há menções à avassaladora performance de Elis Regina em Arrastão, que levou o primeiro prêmio; o embate entre A Banda, de Chico Buarque, e Disparada, de Theo de Barros e Geraldo Vandré, defendida por Jair Rodrigues; o lendário e raivoso discurso de Caetano Veloso depois da apresentação de É Proibido Proibir, ao lado de Os Mutantes, e o encontro da música com política e música com Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, entre outras cenas que eternizaram os festivais na história da televisão e da música brasileira. Série levemente inspirada no livro "A Era dos Festivais - Uma Parábola", de autoria de Zuza Homem de Melo.

Neste episódio: O episódio final da série aborda o desgaste da fórmula dos festivais, a repressão da ditadura aos compositores e as últimas canções vitoriosas. 

CHOQUE DE CULTURA - AMBIENTE DE MÚSICA - 9
INÉDITO - PODCAST
Episódio: Rinha de Padre
Classificação: Livre

Sinopse: O Canal Brasil, em parceria com o Globoplay, lançou recentemente a segunda temporada do podcast “Choque de Cultura - Ambiente de Música”. O humor irreverente do grupo está de volta com 20 episódios inéditos, sempre às quintas-feiras, escritos por Caíto Mainer, Daniel Furlan, David Benincá, Leandro Ramos, Pedro Leite e Raul Chequer.

Neste episódio: No nono episódio da temporada, Maurílio, Julinho e Renan falam sobre a união entre a Igreja e a música. “O programa de hoje será uma chuva de louvor no seu dia, um dilúvio de bençãos entrando pela sua casa, levando embora o seu sofá e queimando diversos eletrodomésticos”, diz Maurílio na abertura do episódio.

SEXTA-FEIRA, 28 DE OUTUBRO

EM NOME DE DEUS
PRINCIPAL
Episódio: O Silêncio é A Lei
Horário: Sexta, 28/10, às 23h
Rebatidas: Segunda, 31/10, às 2h; terça, 01/11, à 0h40 e às 21h; e quinta, 03/11, às 4h45
Classificação: 14 anos

Sinopse: A série documental acompanha a história do médium João de Deus desde sua infância em Itapaci, em Goiás, até sua prisão por crimes sexuais. É revelada a vida paralela de um dos curandeiros mais populares do país, que oferecia tratamento espiritual a centenas de mulheres e se aproveitava das consultas para abusar sexualmente delas. A partir de relatos exclusivos das vítimas, o documentário reconstitui o trabalho dos investigadores tanto no Brasil quanto no exterior, expondo a ampla rede de proteção que combinava fanatismo, violência, fama e poder. Sete vítimas se reúnem para contar suas histórias e quebrar a lei do silêncio. 

Neste episódio: A ficha criminal de João de Deus revela acusações de homicídios, tortura, tráfico de urânio e de drogas. A polícia e a Justiça investigam a rede de proteção que acobertou seus crimes por 40 anos. 

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato