Entrevista extra e especial com Igor Jansen e Lucas Burgatti no 'PoliCast' desta quinta

Divulgação Lourival Ribeiro/SBT

Nesta quinta-feira, 27 de outubro, o "PoliCast'' apresenta a segunda parte da entrevista com Igor Jansen e Lucas Burgatti, intérpretes de João e Éric em ''Poliana Moça''. A primeira edição foi ao ar nesta última terça (25). No episódio de hoje, os amigos vão responder às perguntas dos fãs e contar detalhes da amizade entre eles. O episódio vai ao ar às 21h30, no canal da novela do YouTube e nas plataformas de áudio.

No bate papo, eles iniciam alegando quais são os maiores desafios na hora que vão gravar a cena. Ambos acreditam que seja a produção de videoclipes, uma marca registrada nas novelas do SBT.

“Coisas que são muito grandes ou que demandam muita concentração, como clipe e coreografia, que são grandes produções que exigem muitos desafios, porque você precisa pegar coreografias, ficar horas ensaiando, fazer a parada dar certo. Os clipes são sempre um desafio para a gente”, declara Lucas.

“O clipe demanda o dia todo, o último clipe que a gente gravou, por exemplo, nós iniciamos 9h da manhã e fomos terminar 20h da noite, quase 12h de diária, cantando, dançando, coreografando, com sorriso no rosto e sol quente, depois vem a noite, que em São Paulo é uma loucura, friozão”, completa Jansen.

Igor destaca um curioso impasse pessoal que apresentava quando estava contracenando: as lágrimas. O ator admite que em “As Aventuras de Poliana Moça” não sabia como se emocionar em cena, mas que, com muito aprendizado e técnica, dominou na atuação em “Poliana Moça”. Ele revela que até já quebrou um violão em cena para conseguir chorar:

“Um desafio muito grande, como falei para vocês na outra entrevista, foi a emoção, na primeira fase era uma coisa que eu não conseguia me emocionar, era uma coisa que eu vinha tentando aprender, perguntando para meus amigos atores como era e como eu fazia, uns davam dica aqui, outros dicas aqui. E nesta fase, nas primeiras semanas já vieram gravações de muito choro, de muita coisa, que foi a morte do Feijão [cachorro de João] e falando sobre a Poliana, a cena que o João se declarou e não deu certo. Posteriormente, na cena que João se declara para Poliana, eu fui fazer contracenar na casa de máquinas e estava frustrado, porque eu não estava conseguindo me emocionar, aí o Rica Mantoanelli, diretor geral da novela, chegou para mim, pegou um ukulele ou um violão pequeno, intacto, e disse para eu quebrar. Quando eu o quebrei na cena, eu comecei a chorar, quebrar as coisas e a adrenalina para um ator, dá gatilho para chorar”. 

Éric, personagem de Lucas, enfrenta transtorno de ansiedade, com muito medo e preocupação excessiva. Para o intérprete, dar vida aos distúrbios de Éric, compartilhar através das telinhas como é uma pessoa com essas características -algo que muitas pessoas vivem isso -, sem dúvidas, foi um grande conhecimento que ele levará em sua bagagem profissional:

“O que eu gostei dessa fase, principalmente com meu personagem, que ganhou destaque bem diferente, foi com todo esse lance da crise de ansiedade. Eu fui pesquisar para entender melhor e é assustador o quanto de gente que sofre com isso e o quanto é difícil você lidar com a crise de ansiedade, com um distúrbio desse. Eu fui pesquisar a fundo, e alguns dos casos, a pessoa fica ofegante, com falta de ar, palpitação, mão suada, preocupada e o pensamento vai longe. Então, eu aprendi que, para lidar com esse tipo de coisa, na sua volta você precisa estar com coisas boas; você precisa se distrair de certa forma, distrair os pensamentos com coisas boas, estar com pessoas que você ama, ficar com seus amigos e se rodear com coisas que você gosta, do que você ama fazer”, expressa Burgatti.

Lucas se considera mais carinhoso, já Igor, mais brincalhão. Os convidados ainda respondem aos fãs quem é o mais cabeça dura, os hobbies, as dietas e até quando foi que deram o primeiro beijo.

O podcast “Policast” vai ao ar toda terça, logo após a exibição da novela, no canal de Poliana Moça no YouTube e nas plataformas de áudio

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato