Globo e sportv mostram o sorteio da Copa do do Mundo Feminina na madrugada deste sábado

Divulgação

A Copa do Mundo Feminina do ano que vem, evento que é exclusivo da Globo na TV aberta e por assinatura, terá seu primeiro capítulo importante escrito na madrugada deste sábado, dia 22. A seleção brasileira feminina está atrás de um título inédito e conhecerá seus três primeiros adversários na competição. O sorteio dos grupos acontece a partir das 3h30 (de Brasília), direto de Auckland, na Nova Zelândia – o país é uma das sedes, ao lado da Austrália – com a cobertura da TV Globo e do sportv. A exibição do evento reforça o investimento que a empresa tem feito nos últimos anos, acompanhando a seleção em todas as partes do mundo e transmitindo os principais campeonatos do país entre as mulheres.  
 
Na TV Globo, a transmissão contará com o narrador Everaldo Marques e os comentaristas Ana Thaís Matos e Caio Ribeiro. No sportv, uma cobertura especial, que começa 30 minutos antes da cerimônia, a partir das 3h. Natalia Lara comanda a exibição, auxiliada pelos comentários de Renata Mendonça, PC Vasconcellos e Ricardinho. Eles irão debater os melhores e piores cenários para o time comandado pela sueca Pia Sundhage. Por estar na nona colocação no Ranking da Fifa, o Brasil caiu no pote 2 e não será cabeça de chave.
 
“O Brasil tem tudo para duelar contra uma potência logo na fase de grupos. As exceções seriam Nova Zelândia ou até mesmo a Austrália, que atualmente vem em boa fase, mas eu acredito que tem um jogo que encaixa com o nosso. A maior preocupação é cair na chave de seleções como França, Suécia, Estados Unidos e Espanha, que não foram derrotadas pelo Brasil sob o comando da Pia. O time encontrou muitas dificuldades com estes países da primeira prateleira do futebol feminino. O pote 3 tem seleções como Dinamarca e Nigéria, que deixariam o grupo bem forte. Dependendo da chave que cairmos, será importante já intensificarmos a preparação e enfrentar mais vezes adversários que estão em um nível mais alto atualmente. É fundamental que a CBF siga investindo para o time jogar contra as potências. Se possível promover até partidas Brasil para ajudar também no desenvolvimento nosso futebol feminino e na divulgação da modalidade até a Copa”, analisa a comentarista Ana Thaís Matos.
 
A repórter Gabriela Moreira estará na Oceania acompanhando presencialmente o sorteio. Esta será a primeira vez que a Copa do Mundo Feminina terá 32 participantes, no mesmo formato da masculina deste ano, com oito grupos e quatro times em cada chave. Os dois primeiros avançam às oitavas de final, quando começa a fase eliminatória. O campeonato começa em 20 de julho do ano que vem e tem a final marcada para 20 de agosto. 

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato