No Mundo da Bola faz retrospectiva de 2022 e projeção para 2023

Divulgação

A primeira edição do ano da mesa redonda No Mundo da Bola analisa os resultados das principais competições do futebol com clubes do país em 2022 e traz um prognóstico para os campeonatos da temporada de 2023 neste domingo (1º), às 21h, na TV Brasil.

Após realizar um balanço das seleções que disputaram a Copa do Mundo no último programa, a produção esportiva apresentada por Sergio du Bocage recebe os jornalistas Rodrigo Campos, Waldir Luiz e Alexandre Vasconcellos para um papo descontraído sobre os campeonatos envolvendo times nacionais.

Os convidados da atração inédita debatem o título do Palmeiras na Série A do Campeonato Brasileiro, traçam um panorama sobre as equipes classificadas para as competições continentais e os rebaixados para as divisões inferiores. Mencionam, ainda, as perspectivas técnicas e táticas com os clubes que conseguiram o acesso nas Séries B, C e D.

As conquistas do Flamengo na Copa do Brasil e na Copa Libertadores da América também são discutidas pelos comentaristas. O programa esportivo aborda o sucesso do elenco rubro-negro sob o comando de Dorival Júnior como treinador depois do baixo rendimento com o técnico português Paulo Sousa. Já dispensado para a contratação do ex-Corinthians, Vitor Pereira, também de origem lusitana.

A questão dos treinadores estrangeiros conduzindo diversos clubes do país é tema do bate-papo na telinha do canal público. O No Mundo da Bola destaca, ainda, o calendário 2023 do futebol nacional e a relevância dos campeonatos estaduais jogados com atletas das categorias de base ou utilizados como pré-temporada por muitos times.

Outra pauta remete à tendência da profissionalização da gestão do futebol brasileiro. Os jornalistas refletem sobre a adesão de muitas equipes ao modelo da SAF. Times importantes migraram a forma de trabalho e viraram clube-empresa para financiar o futebol de marcas com torcidas tradicionais no país.

O assunto rende conversa sobre a importância de se planejar o investimento no esporte. A expectativa é alta para o atendimento a essa demanda. Os convidados falam sobre os processos de recuperação da gestão e da estrutura administrativa, além do tempo até a obtenção de resultados expressivos.

A mesa redonda produzida pela TV Brasil também comenta o período de movimentações dos clubes no mercado com mudanças no elenco, demissões e contratações de reforços. O desafio para lidar com lesões e suspensões bem como a primazia do trabalho de preparação do elenco é tratado ao se referir à consistência do português Abel Ferreira no comando do alviverde paulista com grandes títulos.

A supremacia dos times brasileiros tende a prevalecer no continente segundo os debatedores. O aumento de receitas das equipes do futebol nacional reflete o momento econômico dos países e eleva a disparidade técnica.

Apesar do título mundial da seleção, a fragilidade dos clubes argentinos é citada. Os comentaristas discorrem, ainda, sobre a percepção de que a catimba reduziu e a definição das finais em cidades aleatórias. Eles destacam a performance do Flamengo na conquista invicta da Libertadores, com os artilheiros Pedro e Gabriel Barbosa no ataque simultaneamente, após a lesão de Bruno Henrique.

O clube carioca disputa no início de 2023 uma verdadeira maratona de competições. Fora o estadual, busca as taças do Mundial de Clubes, no Marrocos, em que pode enfrentar o espanhol Real Madrid, a Supercopa do Brasil, contra o rival Palmeiras, e a Recopa Sul-Americana em que encara o equatoriano Independiente del Valle, time que superou o São Paulo, em 2022, na final da Sul-Americana.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato