‘Nalu a Bordo’ estreia no Canal OFF no dia 19 de maio



Eles já são conhecidos do público. Seu estilo de vida nada convencional, mas desejado por muitos, também. A família Nalu se reinventa e chega ao Canal OFF com o programa inédito “Nalu a Bordo”, no dia 19 de maio, às 21h30.

No programa produzido pela Dezesseis por Nove em treze episódios, o surfista big rider Everaldo Teixeira, o Pato, a mulher dele, a cinegrafista Fabiana Nigol, e a pequena Isabelle Nalu, de oito anos, filha do casal, realizam um sonho antigo de viver a bordo de um veleiro. Ao longo de três meses eles se aventuraram na Polinésia Francesa, passando por locais como as ilhas do Taiti e Moorea e o arquipélago de Tuamotus na companhia de um casal de amigos (o capitão do barco, Marcus, sua esposa Cathy, e a filha deles, a bebê Kai). 

“Fomos em busca de uma vida mais tranquila, mais saudável. Fugimos um pouco da correria da vida e desse sentimento que temos de que o dia passa tão rápido. Queríamos experimentar um estilo de vida diferente, viver em um lugar onde sonhamos por muito tempo, e o Pacífico Sul era o lugar que completava este sonho. Decidimos então virar capitães e viver a bordo pelo mundo em busca de ondas. Conhecemos lugares lindos, voltamos a lugares que já estivemos, porém, dessa vez com nossa casa a tira colo!”, explica Fabiana.

“Nalu a Bordo” compartilha ao longo dos episódios o dia a dia contemplativo da família, iniciado no Taiti, com Pato encarando um dos melhores e inesquecíveis swells de sua vida, e Belinha com a rotina escolar adaptada para a vida dentro do barco. Ao todo foram sete meses vivendo a bordo. 

“O fato de você poder chegar a lugares onde só é possível de barco e saber que eles existem foi maravilhoso! Todos os dias mergulhávamos e a cada dia era diferente! Mergulhamos com tubarões, vimos muitas espécies marinhas, os golfinhos sempre eram nossos companheiros nas travessias. Reunimos mar, aventura, surfe e aprendizado, tanto para nós, que aprendemos a velejar e a tocar um barco sozinhos, quanto para a Isabelle que encarou o método ‘homeschool’ de ensino, tendo os pais como professores”, reflete Fabiana.

Mesmo com o estilo de vida tranquilo e sem rotina, os desafios e dificuldades estavam presentes como, por exemplo, saber lidar com a própria ausência de compromissos. 

“Os desafios foram muitos, aprender tudo sobre o barco para podermos velejar sozinhos, ensinar a Isabelle todos os dias, viver em um ambiente pequeno...Por incrível que pareça, foi muito difícil lidar com a liberdade em alguns momentos”, revela Pato. 

Para a pequena Isabelle, a aventura pela Polinésia agradou pelos novos amigos e pelos momentos de diversão na água com a família. 

“O que eu mais gosto nas nossas viagens é que viajamos juntos e também brincamos muito. Na Polinésia eu gostei dos amigos que fiz na ilha do Taiti e quando íamos comer fora. Todo intervalo de aula no barco eu podia dar um mergulho.Eu pulava de cima do veleiro e fazia uma ‘bomba’ gigante quando caia na água”, conta animada

A família acredita que o público vai conseguir relaxar e se inspirar ao assistir ao programa. 

Provamos algo que nunca tínhamos feito antes. Morar a bordo tendo o oceano como quintal é maravilhoso e poder mostrar um estilo de vida mais tranquilo, longe do agito que vivemos atualmente, certamente será inspirador”, finaliza o casal.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.