Header Ads

Novela 'Tieta' volta ao ar no Canal VIVA, com direito a maratona aos domingos

Novela 'Tieta'', volta ao ar pelo canal viva. (Imagem/Divulgação)
Há 28 anos, o país era apresentado aos habitantes de Santana do Agreste, fictícia cidade no Nordeste brasileiro onde se passa a história de "Tieta". Em maio, mês que completa sete anos no ar, o canal comemora em grande estilo com esse clássico da teledramaturgia brasileira. O folhetim é um dos mais pedidos pelos assinantes do VIVA e substituirá "A Gata Comeu" a partir do dia 1º, às 15h30 e à 0h30. Pela primeira vez, desde sua estreia em 2010, o VIVA vai exibir, aos domingos, uma maratona dos capítulos da semana da novela "Tieta". Será todo domingo, a partir do dia 7, às 19h.

Sucesso unânime e campeã de audiência em 1989, quando foi ao ar na Globo, a novela de Aguinaldo Silva, Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares - primeiro trabalho como coautor - conquistou o país com seu enredo irreverente, destacando bordões, sotaques, costumes e figurinos dos personagens. Emblemáticos, esses caíram nas graças do público, desde a protagonista de gênio forte - considerada símbolo do feminismo -, eternizada pela interpretação de Betty Faria, até sua irmã, a caricata Perpétua, vilã consagrada por Joana Fomm.

Inspirada no romance "Tieta do Agreste", de Jorge Amado, a novela tem como tema central a reviravolta da vida de Tieta (Claudia Ohana/Betty Faria). Vinte e cinco anos após ser escorraçada da cidade pelo pai, Zé Esteves (Sebastião Vasconcelos), ela retorna à terra natal para se vingar de todos que a trataram mal e riram do seu passado. Sua ousadia mexe com a rotina da cidade, até então, pacata.

Entre os destaques da novela, as atuações de Arlete Salles como Carmosina e José Mayer como o charmoso Osnar, marco na carreira dos atores. Junto com Paulo Betti (Timóteo), Reginaldo Faria (Ascânio) e Roberto Bomfim (Amintas), Zé Mayer forma o famoso quarteto Cavaleiros do Apocalipse. Artur da Tapitanga (Ary Fontoura) e suas "rolinhas" também dão o que falar durante a trama. E, assim como Perpétua, suas discípulas, as beatas fofoqueiras Amorzinho (Lília Cabral) e Cinira (Rosane Gofman), conquistaram público. Já Míriam Pires, falecida em 2004, vive a espirituosa Dona Milu. Ana Lucia Torre, Bemvindo Sequeira, Bete Mendes, Carlos Zara, Cassio Gabus Mendes, Cláudio Corrêa e Castro, Danton Mello, Elias Gleizer, Flávio Galvão, Jorge Dória, José Lewgoy, Lídia Brondi, Luciana Braga, Luiza Tomé, Otávio Augusto e Tássia Camargo completam o elenco.

O folhetim tem direção de Reynaldo Boury e Luiz Fernando Carvalho, direção geral de Paulo Ubiratan e supervisão assinada por Daniel Filho.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.