Header Ads

As várias facetas do maestro, compositor e instrumentista Paulo Moura chegam ao Curta! em documentário exclusivo


As várias facetas do maestro, compositor e instrumentista Paulo Moura. (Imagem/Divulgação)
A Segunda da Música, 5, às 22h30, conta um pouco da vida de um dos mais importantes instrumentistas do país, o músico Paulo Moura, através do documentário “Paulo Moura – Alma brasileira”. Morto em julho de 2010, o compositor e arranjador de choro, samba e jazz se consagrou no cenário musical brasileiro, tendo tocado com Ary Barroso, Dalva de Oliveira, Elis Regina, Milton Nascimento e Sérgio Mendes. Com trechos de entrevistas, registros filmados e escritos, a produção constrói um retrato completo do artista. O longa apresenta 25 canções do repertório de Paulo Moura, enquanto ele próprio dá mais detalhes sobre sua história no cenário musical brasileiro.

O episódio inédito da série “Designers do Brasil” traz como destaque o designer gráfico Rico Lins para a Terça das Artes, 6, às 23h30. Rico é um militante do uso do cartaz como forma de comunicação e tem organizado uma série de exposições no Brasil e no exterior sobre essa mídia.

No novo inédito da segunda temporada da série “Incertezas Críticas”, na Quinta do Pensamento, 8, às 22h30, o crítico de arte, escritor e professor da Universidade de Columbia Jonathan Crary explica o poder destrutivo na economia atual e fala, também, sobre a internet e a alta velocidade característica do mundo contemporâneo.  

A faixa “A Vida é Curta” desta semana exibe histórias com pessoas da terceira idade e suas memórias extintas. Com direção de Liliana Sulzbach, a estreia “A Cidade” apresenta Itapuã (RS), uma comunidade com hábitos bem característicos, que abrigou 1454 pessoas durante mais de 70 anos de existência e que conta hoje com apenas 35 moradores, todos acima de 60 anos.  Na sequência, “Abigail”, de Isabel Penoni e Valentina Homem, conta a historia de Abigail Lopes, mulher do sertanista pernambucano Francisco Meirelles. Chamada de 'Tipizari' pelos índios Xavantes da Serra do Roncador, em Goiás, o filme apresenta seu trabalho com os índios, as suas memórias e também relatos pessoais. Já “Olhos de Ressaca”, de Petra Costa, traz as divagações dos personagens Vera e Gabriel, que estão casados há 60 anos: os primeiros flertes, o nascimento dos filhos, a vida e o envelhecer. Através de impressões e relatos, o filme sugere um diário pessoal e existencial acerca do amor e da morte.

Já na Sexta da Sociedade, 9, às 22h30, é a vez de mais um episódio inédito da produção original e exclusiva “Arqueologias – Em Busca dos Primeiros Brasileiros”. Nesta semana, o diretor Ricardo Azoury mostra como é possível conhecer um povo e sua cultura por meio de estruturais ancestrais de terra e conchas, conhecidas como sambaquis. “Arqueologias – Em Busca dos Primeiros Brasileiros” é financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual e produzida pela “Escrevendo & Filmes”.

Ainda na Sexta da Sociedade, às 23h30, o episódio inédito da série exclusiva “Mish Mash – A Presença Judaica no Brasil” traz o tema da preservação da memória dos judeus, através dos depoimentos de Karen Worcman e Tânia Kaufman. As duas mulheres se dedicam a registrar e documentar a história do povo hebreu no Brasil.  A série original é financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual e apresenta, a cada semana, dois personagens de origem judaica, suas histórias e contribuições profissionais para o país.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.