Header Ads

Episódio inédito de ‘Caçadores da Alma’ investiga o sincretismo religioso na fotografia no Canal Curta!


Em episódio inédito de ‘Caçadores da Alma’ investiga o sincretismo religioso. (Imagem/Divulgação)
Na Terça das Artes, 15, às 23h30, as lentes que capturam as diferentes formas de expressar variadas manifestações de fé entram em destaque no episódio inédito de “Caçadores da Alma”, série exclusiva do Curta!. Em “Fotógrafos da Fé”, o cineasta Silvio Tendler apresenta o sincretismo religioso por intermédio do olhar delicado e respeitoso de fotógrafos que, muitas vezes, sequer creem em Deus. Os símbolos, as cores e as expressões visuais em crenças diversas, como cristianismo, religiões de matriz africana, pajelança e budismo aparecem nos trabalhos dos artistas entrevistados. “Caçadores da Alma” é uma série exclusiva do Curta!, produzida pela Caliban Produções com financiamento do Fundo Setorial do Audiovisual. Ao longo de 13 episódios, a série investiga as paixões que movem os cliques de fotógrafos de variadas correntes artísticas ao redor do planeta.

Eleito o melhor filme latino-americano dos últimos tempos, consagrado em festivais internacionais e aplaudido pelo público e pela crítica, o filme uruguaio “Whisky” é destaque no episódio inédito da série exclusiva “Grandes Cenas”. A produção conta a história do solitário dono de uma fábrica de meias que pede que sua funcionária se passe por sua esposa durante a visita inesperada do irmão. Na Quarta de Cinema, 16, às 23h30, Matheus Nachtergaele apresenta o depoimento de Pablo Stoll, diretor do longa-metragem ao lado de Juan Pablo Rebella, morto em 2006.  Em “Grandes Cenas”, Stoll comenta a cena do ‘karaokê’, descrevendo esse momento e seus personagens tão estáticos, tão melancólicos, mas repletos de sentimentos latentes em um universo decadente e agridoce. Segundo o diretor, o principal desafio do longa-metragem foi encontrar o ‘tom’ dos personagens para contar de uma forma diferente uma história que  considera óbvia, clássica. “Nós sabíamos o que queríamos, mas para eles – atores – foi difícil encontrar o tom certo”, revela.

Também na Quarta de Cinema, só que mais cedo, às 20h, a faixa “A Vida é Curta” revela atores hoje consagrados em produções anteriores à fama. Para começar, “Esconde-esconde” traz Fernanda Torres e Raul Barreto no elenco. Eles interpretam um casal que resolve brincar de esconde-esconde depois de ficar trancado numa casa isolada em uma noite chuvosa. No meio da brincadeira, algo terrível acontece. Na sequência, é a vez de “Ao meu pai com carinho”. O público vai poder conferir a atuação do cantor e ator Tiago Abravanel antes de se tornar famoso.  Em 2010, com visual bem diferente, ele interpretou o jovem entediado Bruno no filme de Fausto Noro. O personagem de Abravanel atende uma ligação telefônica de bandidos que haviam raptado um jovem, vítima de sequestro–relâmpago. Acreditando ser um trote, Bruno resolve brincar com os sequestradores. Encerrando a faixa, “Lojas de Répteis” traz a atriz Maeve Jinkings. Ela vive Cristina, uma mulher que não vê a hora de vender a loja de animais. Por outro lado, Aluísio, personagem de Fransérgio Araújo, ama o lugar. A direção de “Lojas de Répteis” é do cineasta pernambucano Pedro Severien.

Na sequência da Quarta de Cinema, às 21h, é a vez do episódio inédito da série exclusiva do Curta!, “A Linguagem do Cinema”, que traz  a dupla de diretores Paulo Caldas e Marcelo Luna e a influência da cultura de Pernambuco na produção audiovisual brasileira. No episódio “O Baile Pernambucano”, o doutor em cinema Alexandre Figueirôa comenta o filme “Baile Perfumado” (1996), que contou com a direção conjunta de Lírio Ferreira e Paulo Caldas. Para ele, o filme mostra o desejo de romper com o que ele acredita que sejam ‘formalidades da narrativa de ficção’. O realizador Paulo Caldas fala sobre a produção em parceria. “É uma marca do cinema Pernambucano, porque é feito em dupla, porque tem a coisa da embolada, do cantador, do repentista, então a gente tem a influência da cultura popular. Isso é muito bom, pois soma as ideias e divide os problemas. E ainda acaba com o problema de solidão do diretor”, avalia Caldas.

Também na Sexta da Sociedade, só que às 23h30, a série exclusiva do Curta! “Retornados” provoca os sentidos e descobre os sabores que ligam Brasil e África. No episódio “O Sabor da Saudade”, entre o preparo de um acarajé baiano e um cozido beninês, os diretores Maria Pereira e Simplício Neto discutem as trocas culinárias que atravessaram o Atlântico e moldaram os paladares dos afro-brasileiros. Produção da Praga Conexões e da Jurubeba com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, “Retornados” aborda, ao longo de oito episódios, o movimento histórico e cultural que surgiu a partir do retorno de escravos que foram libertados no Brasil do século XIX e voltaram para seus países de origem, na África.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.