Header Ads



O Documentário “Libertem Angela Davis” estreia com exclusividade no Curta!


Documentário “Libertem Angela Davis” . (Imagem/Divulgação)
Celebrando a semana da Consciência Negra, o documentário inédito na Tv “Libertem Angela Davis”, estreia na Sexta da Sociedade, 24, às 22h10. Dirigido por Shola Lynch, a obra retrata a vida da professora de filosofia que se destacou por seu engajamento em defesa dos direitos humanos, especialmente das mulheres e dos negros. A obra reconstitui ainda o período de sua prisão,em 1970, enquanto defendia três prisioneiros negros. Na época, foi realizada uma grande campanha por sua libertação, que envolveu inclusive a composição de músicas em sua defesa por John Lennon e os Rolling Stones. Davis acabou sendo inocentada e, até hoje, é símbolo na luta pelos direitos civis. "Libertem Angela Davis" já está disponível na plataforma on demand NOW, para assinantes da Net.

Seguindo com as comemorações da semana, a faixa “A Vida é Curta”, na Quarta do Cinema, 22, exibe três produções com essa temática. Às 20h, “Babás”, de Consuelo Lins, mistura elementos autobiográficos com uma extensa reflexão sobre o papel e a presença das babás no cotidiano de diversas famílias brasileiras. Na sequência, “Manis Propres”, de Louise Botkay, retrata a relação de dependência entre colonizadores e colonizados e o desejo do homem branco de capturar a imagem clichê da grande pobreza africana. Para finalizar, a produção “Macau, do Jeito que sua Alma Entende”, de Daniel Tupinambá, registra o lançamento do primeiro disco de Macau, compositor da lendária canção "Olhos Coloridos", imortalizada na voz de Sandra de Sá.

Ainda na Quarta de Cinema, às 23h, o episódio inédito da série “Luz & Sombra - Fotógrafos do Cinema Brasileiro” traz Fernando Duarte, fotografo carioca radicado em Brasília, um dos responsáveis pelas características visuais do Cinema Novo: preferência pela luz natural, fortes contrastes e diafragma aberto. Seu primeiro trabalho no cinema foi como assistente de câmera em Cinco Vezes Favela (1961). Ao longo do episódio, Fernando aborda sua paixão pela película e a importância da luz e da sombra na fotografia. Conta também sobre seus trabalhos nos filmes: Ganga Zumba (1963), A Grande Cidade (1966), a primeira fase de O Cabra Marcado para Morrer (1964), a parceria com David Neves em Flamengo Paixão (1980) e Luz Del Fuego (1982). Ele relembra ainda como montou o primeiro curso de cinema no Brasil na UnB com Vladimir de Carvalho.

Com narração de Fernanda Montenegro, o episódio da série exclusiva “Imortais da Academia”, desta Quinta do Pensamento, 16, às 23h30, destaca a cadeira número 10 da Academia Brasileira de Letras, mais conhecida como “A cadeira dos exilados”. Atualmente, ela é ocupada pela escritora e ensaísta Rosiska Darcy de Oliveira, que fala de sua trajetória e é ponto de partida para as histórias de outros de seus antecessores notáveis, como o advogado, jornalista, jurista, político, diplomata, ensaísta e orador Rui Barbosa. O jornalista Lêdo Ivo é outro nome que ganha destaque neste episódio, acadêmico que, por coincidência ou não, se autodenominou “exilado na multidão”. Produzida pela Giros e dirigida por Belisario Franca, “Imortais da Academia” conduz o público em um passeio pelo presente e pelo passado da ABL e é uma série financiada pelo Fundo Setorial Audiovisual, o FSA.

Na Segunda da Música, 20, às 21h30, é a vez de conferir a trajetória musical do paulista Itamar Assumpção através do longa-metragem “Daquele instante em diante”, do diretor Rogério Velloso. A produção reúne imagens raras de acervos e de arquivos particulares do cantor e compositor, percorrendo sua história desde os anos da vanguarda paulista, em 1980, até a sua morte aos 53 anos.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.