Home Top Ad

Fenômeno da Pororoca, no Amazonas, é investigado em série documental britânica, na TV Brasil

Share:

Divulgação TV Brasil
No quarto e inédito episódio de “Terra, o Poder do Planeta”, que a TV Brasil exibe na quinta (16), às 20h30, o geólogo britânico Iain Stewart viaja do Havaí (EUA) ao Amazonas, a fim de investigar marés oceânicas e fluviais.

No começo, não havia oceanos. Acredita-se que tenham se formado gradualmente a partir de vapores vulcânicos e do gelo trazido por cometas. E a mudança continua: a Etiópia vê nascer um novo mar, que vai separar a África Oriental do continente, enquanto o mar Mediterrâneo fica cada vez mais seco.

No “paraíso do surf”, Havaí, Dr. Stewart explica os diferentes tipos de onda, maré e corrente. Já na Amazônia, ele testemunha o maior macaréu (onda formada pelo choque das águas de um rio caudaloso no começo da maré cheia) do mundo. A Pororoca pode gerar ondas de até quatro metros de altura que se estendem por cerca de 800 quilômetros ao longo do Rio Amazonas e rios adjacentes.

“Terra, o Poder do Planeta” revela o mundo de maneiras novas e surpreendentes. O uso de imagens de satélite, com destaque para o recurso de “time lapse” – que em alguns segundos mostra imagens feitas ao longo de vários meses – joga nova luz sobre fenômenos terrestres até o momento obscuros ou de difícil visualização.

Em cada episódio, o geólogo Iain Stewart explica os efeitos e a importância de uma força específica da natureza, como o vento ou o vulcanismo. Também examina as maneiras pelas quais essa força molda e influencia a vida na Terra, frequentemente em conjunto com outras forças.

Com cinco edições, cada uma com 60 minutos de duração, a série documental vai ao ar toda quinta-feira, às 20h30, na TV Brasil. O episódio é reprisado na madrugada para sexta, à 0h30, e no sábado da mesma semana, às 14h.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.