Home Top Ad

Indicado ao Emmy Internacional 2020, Raphael Logam fala sobre Impuros, cuja segunda temporada estreia nesta quinta no Globoplay

Share:

Divulgação

Pelo segundo ano consecutivo, Raphael Logam é indicado ao Emmy Internacional de Melhor Ator pelo papel de Evandro, o protagonista da série ‘Impuros’, cuja segunda temporada estreia no Globoplay nesta quinta-feira, dia 01 de outubro. Evandro do Dendê é um jovem de uma favela no Rio de Janeiro que se tornou um dos maiores traficantes do país. Nesta sequência da obra, ele está de volta após fugir da prisão. Agora, ele precisa matar seus inimigos para recuperar as rotas do narcotráfico internacional, e além disso se entender com sua mãe para retomar de onde parou. 
 
Para reconquistar seu poder depois de ser preso, ele precisará fugir para a Bolívia levando sua esposa Geise (Lorena Comparato), sua cunhada (Bárbara Reis) e os filhos das duas mulheres. Além de lutar contra a polícia, ele deverá aprender a conviver com as mulheres em sua vida.
 
Por outro lado, o policial federal Vitor Morello (Rui Ricardo Diaz) está desesperançoso com o sistema da instituição e precisa aprender a lidar com suas próprias emoções. Para proteger sua filha dependente de cocaína e que lembra sua própria mãe que morreu de overdose quando ele era criança, Morello deixará Dendê escapar muitas vezes. A segunda temporada de 'Impuros' conta ainda com João Vitor Silva, Gillray Coutinho, Fernanda Machado, André Gonçalves, Peter Brandão, Leandro Firmino e Rocco Pitanga no elenco.

Outras séries policiais nacionais que estão na plataforma são A Divisão, Arcanjo Renegado e Alemão. 
 
Entrevista com Raphael Logam
 
- Qual foi sua reação ao receber, pela segunda vez consecutiva, uma indicação ao Emmy Internacional pelo papel?
Sensação única. Foi igual à primeira vez: mesma emoção, mesma gritaria, mesmo choro! Sinceramente eu não esperava. Obviamente, depois da primeira vez, você entende que a possibilidade existe. Ainda mais, quando se trata do mesmo produto. Mas, obviamente, tomei o mesmo susto.
 
- Como você define seu personagem? 
Pra mim o Evandro é um ser humano sobrevivente. Evandro é a realidade de muita gente de comunidade. Muito família, fiel aos amigos, inteligente. Um cara que, por muitas vezes, é impedido de seguir uma vida normal e acaba sendo sugado para vida do crime.
 
- O que você aprendeu com este trabalho?
Esse trabalho foi um divisor de águas na minha carreira. Fazer um protagonista desse tamanho traz a possibilidade de aprender mais e mais. E isso engloba tudo: concentração, estudo, dedicação.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.