O trabalho e a luta pelos sonhos: Crystom Rodrigues e Geomar Rabelo falam sobre a participação no 'Falas Negras'

Divulgação Globo/Ronald Santos Cruz

Nascido em Porto Alegre, Crystom tem 21 anos e divide seu tempo entre as entregas de uma hamburgueria e a divulgação de artistas negros da periferia da capital gaúcha, por meio do seu projeto Justiça Poética. Geomar tem 32 anos, nasceu na cidade de Paripiranga, na Bahia, e ainda criança se mudou com a família para o município de São Vicente, em São Paulo. Assim como o pai, hoje ele trabalha como pedreiro e é missionário em sua igreja. Mesmo vivendo em cidades diferentes, Crystom e Geomar têm em comum os “corres” do dia a dia e a luta para conquistar seus sonhos. Suas histórias inspiradoras fazem parte do especial 'Falas Negras', que, neste ano, exalta a força e a potência do talento e das trajetórias profissionais da população negra do Brasil. 
 
Tendo como uma de suas principais referências o pastor e ativista norte-americano Martin Luther King Jr., Geomar carrega nas suas palavras o desejo por uma sociedade mais igualitária. “Nunca me imaginei participar de um projeto como esse. Sou um migrante nordestino, operário, pedreiro, uma pessoa na multidão. Apesar de sermos a maioria, nós estamos menos representados nos espaços de poder. Então, é uma grande oportunidade de conhecerem não só a mim, mas também o que eu faço. E eu gostaria muito que as pessoas que vão assistir ao programa entendam a importância do respeito pelo outro. Precisamos praticar o amor com ações para que a gente tenha uma sociedade melhor, uma sociedade de respeito e não de exclusão”, afirma Geomar. 
 
Morador do Morro da Cruz, na capital gaúcha, Crystom se desdobra para ajudar no sustento de casa e para manter sua produtora funcionando. Mais que um projeto pessoal, o Justiça Poética está alicerçado nos sonhos e na vontade de fazer acontecer de muitos jovens da periferia de Porto Alegre. "Participar do 'Falas Negras' foi uma experiência inovadora e revolucionária. Eu trabalho com produção audiovisual também e foi a primeira vez que vi de perto um equipamento profissional. Espero que a minha história e o meu projeto inspirem muitos jovens, para que eles acreditem na luz no fim do túnel e não se distraiam dos seus sonhos”, destaca Crystom.  
 
O ‘Falas Negras’ também tem como protagonistas a professora mato-grossense Ana Fernandes, a médica carioca Fátima Oladejo e a chef e empreendedora social Negralinda. O especial é dirigido por Naína de Paula e Henrique Matias, com roteiro de Igor Verde e Valéria Almeida, direção executiva de Rafael Dragaud e direção de gênero de Mariano Boni. A produção é de Beatriz Besser. O 'Falas Negras’ vai ao ar na TV Globo no sábado, 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, após ‘Um Lugar ao Sol’. Também será exibido no GNT, dia 22 de novembro, depois do ‘Papo de Segunda', e no dia 26 no Canal Brasil, às 19h10.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem