Home Top Ad

CURTA! lança dois documentários originais na Mostra SP e o 'Curta!On', novo SVOD no NOW

Share:

Divulgação Curta!

O Curta! marca presença na 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo com os documentários de longa-metragem originais “Glauber, Claro”, de César Meneghetti, e “Todas as Melodias”, de Marco Abujamra - ambos programados para a Mostra Brasil –, e com o lançamento do Curta! On, o novo SVOD do grupo, que estreia no NOW em 31 de outubro.

Glauber, Claro” mergulha nos anos em que o cineasta Glauber Rocha (1939-1981) esteve exilado na Itália, entre 1970 e 1976. Por meio de memórias de amigos, parentes, colegas e colaboradores, o filme retrata a vida e a obra de Glauber na época, além de revisitar seu penúltimo longa-metragem, “Claro” (1975), gravado em Roma. A produção investiga a experiência do cineasta e de outros artistas na Itália da década de 1970 e aborda diversos temas, como o Cinema Novo, o cinema underground, o neorrealismo e a militância política. A produção é da Drama Filmes, coproduzido pela Casa de Força.

Todas as Melodias” propõe um percurso sensível pela vida e obra de um dos maiores artistas da música nacional, Luiz Melodia (1951-2017). Com registros desde os anos 1970, o documentário apresenta a trajetória de Melodia, da juventude no morro do Estácio até a consagração como poeta. A produção é da Dona Rosa Filmes.

Ambos documentários estarão, em breve, na grade de programação do canal Curta! e também no SVOD CURTA!On, disponível no NOW a partir de 31 de outubro.  

“Para nossa equipe é sempre uma alegria ver os filmes viabilizados pelo Curta! brilhando no espaço da Mostra SP. Vivemos um momento histórico em que essa alegria se intensifica, porque vem acompanhada da certeza de que a produção audiovisual e cultural brasileira é de uma potência e resistência sem fim” conta Bibiana de Sá, diretora de aquisições e curadoria do Curta!.

“Glauber, Claro” e “Todas as Melodias” foram produzidos para estreia no Curta! com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que é suprido, em sua maior parte (94%),  por contribuições anuais das operadoras de telecom e TV por assinatura com o intuito de financiar o desenvolvimento da indústria nacional do audiovisual.

Para Julio Worcman, diretor do Curta!, é extemporânea a exigência por parte da regulação infralegal da Ancine de que a primeira janela de exibição de filmes realizados com recursos do FSA seja na TV, quando o VOD, ou até mesmo o cinema, deveriam também ser opções de primeira janela. “As produções originais do Curta!, mais uma vez selecionadas para a Mostra Internacional de SP, refletem e confirmam a importante contribuição dos projetos financiados pelo FSA para a produção nacional. Por isso, é extemporânea a determinação da Ancine que obriga que a primeira janela de exibição do conteúdo seja para TV, num momento em que Cinema, TV e VOD têm objetivos de lançar mais e melhores títulos e alcançar o maior número em termos de público, não importando a ordem de distribuição”.

O lançamento da marca de OTT SVOD Curta!On - Clube de Documentários na plataforma NOW vem afirmar o compromisso do Curta! em difundir cada vez mais os conteúdos audiovisuais selecionados por sua curadoria.  


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.