Ad Code


''Mar do Sertão'': Após acidente, Zé Paulino é dado como morto

Divulgação Globo/Estevam Avellar

Chuva no sertão é sinônimo de alegria. Prova disso é que, quando chove em Canta Pedra, os moradores vão todos para a rua comemorar o acontecimento. Em cenas que serão exibidas a partir do capítulo desta terça-feira (30) de 'Mar do Sertão' não será diferente: a chuva traz felicidade, mas, desta vez, também chega com uma tragédia. É que o temporal cai justamente próximo ao dia marcado para que Zé Paulino (Sergio Guizé) e Tertulinho (Renato Góes) levem o cavalo do Coronel (José de Abreu) para ser entregue na capital. Há muito tempo Canta Pedra não vê uma chuva durar tanto tempo. Assim, o noivo de Candoca (Isadora Cruz) e o rival são obrigados e pegarem estrada mesmo com a água caindo.
 
Durante o trajeto, um acidente acontece: com a chuva forte, um deslizamento de terra faz como que o carro despenque de uma ribanceira. Antes de cair no rio, o veículo ainda fica por alguns instantes preso na vegetação, e é quando Tertulinho consegue sair e se salvar. Zé Paulino, no entanto, não deixa o veículo a tempo. Após alguns dias, um corpo é encontrado e ninguém tem dúvida: só pode ser de Zé Paulino.
 
Só que o funcionário do Coronel Tertúlio sobrevive ao acidente. Ele é encontrado no rio por Adamastor (Everaldo Pontes), um pastor que mora nas redondezas. O vaqueiro fica entre a vida e a morte, mas Adamastor cuida dele até que Zé Paulino tenha condições de ser levado para um hospital. Enquanto isso, em Canta Pedra, Candoca acredita ter perdido seu grande amor.
 
‘Mar do Sertão’ é uma novela criada e escrita por Mario Teixeira com direção artística de Allan Fiterman. A obra é escrita com Marcos Lazarini, Claudia Gomes e Dino Cantelli, e com colaboração de Carol Santos. A direção geral é de Pedro Brenelli com Bernardo Sá, Natália Warth e Rogério Sagui. A produção é de Silvana Feu e a direção de gênero de José Luiz Villamarim.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code